Estamos começando uma campanha para conscientizar os internautas que costumam visitar blogs a comentar os posts.

Muita gente não tem esse hábito, pois cresceu com mídias mais “unilaterais” ou de retorno mais lento, como a televisão, as revistas e os jornais impressos. Mesmo quando estes se modernizaram e aumentaram sua interatividade, os comentários do público não são apresentados imediatamente e junto ao fato que chamou sua atenção, como acontece no blog. Além disso, poucas vezes chegam a quem dirige estes meios de comunicação com força suficiente para alterar seu conteúdo.

O blog é uma das mídias mais interativas que existem, onde o público pode dar sua opinião, apoiar, contestar ou apresentar novas informações. Aliás, por isso que é interessante não só comentar, mas também ler os comentários.

Ao escrever um comentário sobre um post, o internauta está ajudando a criar um espaço melhor para ele mesmo, indicando ao editor do blog o que ele gosta mais de ver ou o que ele acha dispensável.

O internauta também pode conhecer melhor quem está escrevendo as coisas que ele lê pelas reações do editor aos seus comentários. Se ele aceita críticas, por exemplo, ou se as deleta. A maneira como ele se dirige ao autor do comentário (educação, tolerância, simpatia, etc) também é bastante reveladora.

Claro que para o comentário ter mais peso ele deve ser identificado. Mas isso não quer dizer, entretanto, que o comentário anônimo seja descartado. Qualquer tipo de resposta já ajuda o editor do blog a conhecer melhor quem está lendo seu trabalho e possibilita que ele o aperfeiçoe cada vez mais.

Pensando nisso, criamos a campanha “ADOTE UM POST, Comente”, onde os usuários são convidados a comentar nos blogs em que frequentam, ou que estão apenas de passagem.

Abaixo, seguem os links, para os banners da campanha.

Blog do News Errado Blog do News Errado Blog do News Errado
Blog do News Errado Blog do News Errado Blog do News Errado
Blog do News Errado Blog do News Errado
Postado por Tags: , , , Categorias: Editorial
52

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

19 Comentários

  1. Agulha3al disse:

    Adotei e tentei colar o banner no meu blog, mas o azul ta com erro… um abraço!!

  2. […] aproveitar esse post e avisar que estou participando (???) do campanha do blog News Errado para cada um adotar o post. Pelo que entendi a participação se restringe a usar um banner da […]

  3. Não seria coerente adotar a campanha e não comentar aqui, certo? :-)

    Achei a idéia ótima, pena que não a encontrei antes.

  4. Heres Oliveira disse:

    Já adotei, legal!! Parabéns!!!sucesso.

  5. Antonio Carneiro disse:

    Oi! Vc ja adotou! Vi lá no seu blog o selo da campanha, com o link pra esse post, detalhando como ela funciona.
    Era só copiar aquele script embaixo do banner de sua preferencia!

  6. Heres Oliveira disse:

    agora vou ficar mais atenta, e como posso colocar os crédito e adotar o selinho no meu blog?

  7. Heres Oliveira disse:

    Desculpe-me não sabia dessa campanha; gostei. Sucesso!!

  8. Sílvia Carrasco Braga disse:

    Tb adotei! Adorei a ideia!!!!
    Adota eu tb vai!!! hahaha
    Bjao

  9. jic disse:

    post carente tbm é gente

  10. Ricardo Alves Dantas disse:

    Stan, às 04:53 h da madruga de quinta!!???
    tá bom, tá bom, adotei o verdinho claro, OK?
    agora, me ensina, como eu edito meu banner???

  11. Clóvis disse:

    Olá Cabeças de Teia

    Chequei por aqui via o Zé do Quiabo,muito oportuno esse post e essa campanha.Como não somos os cabeças premiadas,tipo Milton Neves,Reinaldo Azevedo,Noblat,Rosana Hermann etc vivemos das migalhas de nossos parcos leitores.A propósito ,leiam esse post publicado em meu blog essa semana.Tem tudo a ver.

    AS PESSOAS QUE DEIXAM DE COMENTAR NO SEU BLOG

    Você anda chateado pelo fato dos comentários no seu blog terem rareado? Mesmo seguindo alguma das minhas infalíveis orientações de tempos atrás, a sua caixa de comentários voltou a ficar mais silenciosa do que missa de mudos? Ah, deixe de bobagem e analise friamente a situação. Como leitores não são entidades virtuais, mas sim pessoas que ficam na frente de computadores em determinadas horas do dia, eles têm sim razões compreensíveis pra deixarem de dialogar com você. Nesse sentido, separei aqui os tipos mais comuns de leitores que sumiram da sua caixa de comentários:

    1 – O ressentido: é aquele tipo de leitor que tem blog também e adora os seus textos. Numa dada época, comenta em praticamente todos os seus posts. Esse espera, no mínimo, que você comente nos textos dele também. Tudo bem, não precisa ser em todos, mas pelo menos em alguns, coisa que você acaba não fazendo. A sua ausência na caixa de comentários dele tem razões que vão do simples desinteresse a pura falta de tempo mesmo ou, no mais comum, a mescla das duas situações. Mas não importa, a pessoa, com o tempo, acaba se magoando com a rejeição e some do seu blog, desejando que o mesmo sofra uma pane no servidor em que está hospedado, de forma que sejam perdidos todos aqueles textos que você sempre enrolou pra fazer backup. Bem feito pra você, esnobezinho que se acha escritor. Humpf.

    2 – O sensível: esse bate ponto no seu blog todos os dias, até que encontra um post que o ofende. Você, por exemplo, escreve um manifesto de ódio ao queijo ralado, amaldiçoando todas as pessoas que comem macarrão com ele “Gente assim merece morrer de diarréia numa solitária, ouvindo a banda Calypso sem parar!”. O seu até então leitor se surpreende: “Ei! Eu amo queijo ralado! Como assim? Que imbecil!!!”. A pessoa fica tão desapontada com você que nem se dá ao luxo de escrever coisa alguma em sua caixa de comentários. Some. Quanto mais crenças a pessoa tiver, maiores serão as possibilidades dela abandonar o seu blog. Um indivíduo extremamente católico, por exemplo, não achará nada engraçadinho encontrar um texto que tira uma onda da igreja, ao falar sobre uma suposta liberação da masturbação pelo papa. Assim, de um texto pro outro, você passa de cara legal pra babaca incorrigível. Acontece.

    3 – O crítico: esse aí até que já simpatizou com seus posts, durante um tempo razoável. No entanto, ele percebe que você não tem sido o mesmo, falta algo sabe? O cara tem a nítida impressão que você tem blogado preguiçosamente, uma vez que seus textos vêm apresentando um declínio na qualidade, um após o outro. Triste isso, resta constatar. Como seria indelicado alertar sobre essas coisas, ele prefere se ausentar de vez da caixa de comentários. Comentar qualquer coisa sobre um texto que, pra variar, está um porre? De modo algum, imagina. As visitas, que antes eram diárias, passam a ser bem espaçadas. Se a cada nova conferida seus textos continuarem tão chatos quanto do último acesso, chegará o inevitável momento em que o seu blog será removido da lista de favoritos do agora ex-leitor. E você, como um alguém que sofre de mau hálito, jamais saberá do porquê daquela pessoa ter abandonado o contato.

    4 – O que arranjou trabalho: durante um belo tempo, era certa a presença daquela pessoa comentando nos seus textos. Você poderia escrever simplesmente “…” que o figura colocava no espaço de comentários uma espécie de tratado sobre os três pontinhos ao longo da humanidade. E ainda te chamava de gênio, como de costume. Até que, a partir de um post qualquer, a pessoa some. Você chega até a ficar preocupado, de tão habitual que era a presença daquele seu comentarista número um. Será que teve um problema de saúde? Morreu? Foi abduzido? Nada disso. Ele arranjou um emprego. Desses que o obrigam acordar de madrugada, voltando quebrado pra casa, já na parte da noite, sem disposição pra coisa alguma, a não ser dormir. Te acompanhar no PC do trabalho? Sem chances, uma vez que estão bloqueados todos os acessos aos sabotadores de produtividade, como messenger, orkut, fotologs e, é claro, blogs. Pois é, mais uma vez, o sistema foi contra você, caro blogueiro.

    5 – O preguiçoso: esse é leitor fiel, gosta de verdade de seus textos, achando-os muito bons, seja lá do que se tratam. Durante um certo período, por razões que só um estudo aprofundado dos neurônios poderiam revelar, ele comentou em vários posts. Mas, pelas mesmas razões que só um estudo aprofundado dos neurônios poderiam revelar, voltou a ficar calado, reservando-se ao direito sagrado de ler seus textos todos os dias, sem comentar. Ele acha que seria bacana deixar um comentário no seu blog, nem que seja coisa qualquer, de forma que sirva como um recado no estilo “Ei, continuo acompanhando o seu blog, viu?”. Mas não, hoje não. Sei lá, ele não tá com a mínima vontade pra isso, sabe? A cada novo texto, ele te dá os parabéns pelo bom trabalho, mas mentalmente, na esperança que você perceba isso telepaticamente. Sendo assim, se você for um desses leitores, aproveito aqui pra te agradecer. Obrigado!

    Fonte : (www.fiapodejaca.com.br) Tuca Hernandes

    Portanto já adotei o selo em meu blog,onde aguardo a visita de todos,com os devidos comentários.

    Há Braços

    Clóvis

  12. EvandrO disse:

    nao vou adotar

  13. MACCS disse:

    Perdão! É que eu não sabia de onde tinha vindo, peguei em outro blog!
    Vou colocar os créditos!

  14. Antonio Carneiro disse:

    Sejam bem vindos à campanha, podem colcoar o banner na lateral e vamos ver se conseguimos conscientizar mais nossos internautas!

    Aleh, gostei da campanha contra Power Point tb, hehe!

  15. ALEH disse:

    Cara, muito boa a campanha!

    Eu tb me sinto muito carente dos comentários dos visitantes do meu blog…

    vou aderir!
    ^^

    não conhecia esse blog ainda, gostei muito!

    e aí, tá afim de uma parceria?

    abraço e tudibom!

  16. Z!D!GLO - Bookmarks disse:

    Fala Antonio,
    Estou adotando a campanha….
    abraço

  17. Antonio Carneiro disse:

    Com certeza!
    Pode escolher o seu post, qualquer um, adote-o e comente a vontade!
    Aí veja a resposta e talvez mais algum outro comentário e o post vai crescendo feliz e contente!

  18. Cintia disse:

    okey dokey, adoto esse aqui então :)

    tem que dar comida, regar, conversar com ele todos os dias? 😛

    quando eu tinha um blog era frustrante não ter comentários nos meus posts…

Deixe uma resposta