Vi diretamente no cinema mais próximo da minha casa. Ou seja, a minha casa. link

Disturbia A história bem doida, atores meio conhecidos/meio desconhecidos, binóculos e espionagens são alguns dos ingredientes que fazem a mistura desse filme.

Filme esse que conta a história de Kale, um guri que fica paranóico depois que o pai morre. Ele começa a arranjar problemas na escola, tantos que acaba sendo posto em prisão domiciliar.

Nessa lida de prisioneiro, sem TV, videogame, internet, ele arranja algo pra fazer. Espionar os vizinhos. (aháá, agora o binóculo no pôster faz sentido, né?)

Bom, voltando à história: Kale já tá sabendo de tudo que acontece na vizinhança, quando começa a perceber que o vizinho dele pode ser um serial killer, e começam a investigar mais a fundo essa história.

Poucas vezes um filme conseguiu me deixar nervoso… hehehe… E esse conseguiu. Não assistam querendo ver o melhor filme do mundo, mas assistam com a intenção de se divertir, porque o filme consegue mesmo.

Vale também uma visita ao site do filme: www.disturbia.com

Postado por Tags: , , , , , , , Categorias: TV & Cinema
273

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Ninguém comentou ainda, seja o primeiro.

  1. Opa, isso é um bom sinal: vc foi um dos primeiros parceiros no News Errado no blogspot e agora é um dos primeiros do NewsErrado.com! Os deuses estão do nosso lado e a Dona Sorte sorri para todos nós!!
    Uma abraço e valeu o apoio!

  2. César disse:

    Passei aqui para desejar boa sorte para vocês do News Errado nessa nova fase do Blog, que é um dos meus favoritos, além disso, já atualizei o banner de vocês lá no Fronteiras no Tempo.

    “Vida longa e prospera”
    “Que a força esteja com vocês”
    “Que a força os guie bem”
    “Hasta la vista baby”
    “Oh My God! The writers of News Errado the kill Keyne. Yours bastards!!!!!”
    ;-)´
    Abração

  3. to doido pra ver esse filme, o trailer passa em todo filme que eu vou!

Deixe uma resposta