“A gravidade distorce o espaço” … esta é uma frase que já se tornou quase lugar-comum no conhecimento geral, mesmo que não se faça a mínima ideia do que ela significa. Para os fãs de ficção científica então é algo tão comum quanto beber água.

Uma lente gravitacional nada mais é do que o espaço sendo distorcido pela gravidade descomunal de buracos negros, galáxias ou mesmo agupamentos galácticos. O espaço ao redor destes objetos super-massivos é dobrado e distorcido de forma análoga a uma lente, como as de óculos, câmeras e lunetas.

Desta forma a luz proveniente de estrelas e galáxias que estão atrás desta lente chega até nós de forma distorcida. Não é que a gravidade dobra a luz, ela dobra o espaço por onde luz passa, e isto é um fenômeno impressionante de ser observado, eu mesmo nunca tinha visto uma imagem tão nítida como a foto abaixo.

Abell 2218

Quase todos os pontos luminosos desta foto feita pelo Telescópio Espacial Hubble são galáxias do agrupamento chamado Abel 2218, localizado a cerca de 3 bilhões de anos-luz da terra, na direção da constelação do Dragão (Draco).

O agrupamento é tão compacto e massivo que é possível notar claramente a distorção da luz proveniente de galáxias que estão mais ao fundo, especialmente no lado esquerdo da foto, onde surgem galáxias em longos arcos, como se observadas através de uma taça de vidro.

Achei especialmente interessante uma galáxia alaranjada no alto à esquerda que passa por trás de outra galáxia em forma de disco, o efeito é tão forte que a luz que vem dela some de um lado e aparece na outra borda do disco galáctico.

Clicando na foto você vai para uma versão de alta resolução dela onde muito mais detalhes aparecem.

Fontes: NASA

Postado por Tags: , , , , , , , Categorias: Arte & Cultura, Ciência & Tecnologia, Imagem
637

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

1 Comentário

  1. […] novo sistema solar foi detectado pela técnica de Lente Gravitacional, que ocorreu quando uma estrela passou exatamente em frente a outra alinhada perfeitamente com a […]

Deixe uma resposta