Quais são as principais mudanças no regulamento da Fórmula 1 para a temporada. Leia e fique por dentro.

Controle de largada e de tração

O controle de tração, que previne as rodas traseiras de patinarem no caso de muita potência ser aplicada a elas, passa a ser ilegal. Da mesma forma os sistemas automatizados de largada estão banidos a partir desta temporada. Isto deverá exigir mais habilidade e refinamento dos pilotos para evitarem perda de tração, derrapagens, rodadas e desgaste excessivo de pneus.

Unidade Eletrônica de Controle

A partir de 2008 todas as equipes devem usar uma Unidade Eletrônica de Controle padronizada para controlar toda a eletrônica do carro. As equipes terão liberdade para fazer alterações no software da Unidade, mas este software deverá ser homologado pela FIA antes de ser utilizado em corridas. Isto deverá nivelar um pouco a performance e dar muito mais controle à FIA para saber se o regulamento está sendo seguido de fato. Esta Unidade padronizada foi desenvolvida pela McLaren em conjunto com a Microsoft.

Trocas de motores

Como em 2007, o motor do carro deve ser usado por duas provas consecutivas, se houver quebra do motor e for preciso trocar então o piloto será penalizado em 10 posições no grid se a troca foi feita antes da qualificação. Se a troca for feita após a qualificação o piloto irá largar na última posição. Mais um detalhe foi acrescentado, a primeira troca de motor do ano não resultará em penalização para o piloto, exceto se for na última corrida.

Caixa de câmbio

Em uma aposta para reduzir custos, a caixa de câmbio do carro deverá ser usada durante 4 corridas sucessivas. No caso de necessitar de uma troca antes de completar as 4 provas previstas então o piloto perderá 5 posições no grid de largada. Se o carro não terminar a corrida a caixa de câmbio poderá ser trocada sem penalização ao piloto no evento seguinte.

Qualificação

Foram feitos pequenos ajustes no formato da qualificação. Agora, a primeira parte (Q1) passa de 15 para 20 minutos de duração, a segunda parte (Q2) continua com 15 minutos e a parte final (Q3) passa de 15 para 10 minutos. Além disto, os carros não poderão repor o combustível usado durante a qualificação e deverão iniciar a corrida com o que restou no tanque. Isto eliminará a fase de “queima de combustível” que havia na Q3.

Cockpit

As laterais do cockpit, na altura da cabeça dos pilotos, terão sua altura aumentada para proverem mais segurança no caso de impactos nesta área.

Biocombustível

A partir desta temporada 5,75% de todo o combustível usado nos carros deverá ser composto de biomassa. Até onde li não há determinação de que tipo de biomassa usar, assumo que seja livre. Assim pode ser etanol, óleo vegetal ou até uma mistura de vários biocombustíveis.

No próximo post sobre F1, curiosidades sobre o GP da Austrália e informações sobre como melhor acompanhar treinos e corrida.

Fonte: Formula1.com

Postado por Tags: , , , Categorias: Esporte
717

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Ninguém comentou ainda, seja o primeiro.

  1. Dourado disse:

    Tou doido pra começar logo

Deixe uma resposta