Que maneira melhor de se observar a infância do universo do que em um local sem atmosfera ou radio- interferência terrestre do que a lua?

Esta é a proposição de um grupo de cientistas do MIT. Não apenas um mas uma matriz com centenas de pequenos rádio-telescópios chamado de Lunar Array for Radio Cosmology (LARC), cobrindo uma área de 2km² no lado escuro da lua (na foto abaixo em imagem feita pela Apolo 16).

farside Este observatório seria completamente livre de distorções atmosféricas e por estar do lado da lua que nunca fica voltado para a Terra, não sofreria interferência de emissões eletromagnéticas originadas de nosso planeta.

O objetivo principal seria tentar descobrir o que aconteceu desde o momento do big-bang até pouco mais de um bilhão de anos após, quando o universo já estava tomando forma. Este período inicial de formação é praticamente uma incógnita até hoje.

Perguntas como de onde surgiu a matéria escura ou então porque o universo é composto apenas de matéria comum e não de anti-matéria, poderiam ser respondidas com este empreendimento.

Como fazer

A construção seria completamente automatizada, feita por robôs. Este projeto encaixa-se no futuro previsto da NASA que imagina terminar a construção da Estação Espacial Internacional em dois anos e depois mirar a Lua, incluindo o projeto da construção de uma base permanente por lá.

Fontes: Discovery News

Postado por Tags: , , , , , , Categorias: Ciência & Tecnologia
741

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta