Depois de uma corrida cheia de surpresas na semana passada, uma prova chata que me fez ter mais sono do que o esperado às 4 da madrugada.

podio Sepang não costuma trazer corridas divertidas mas a esperança era de que sem auxílios eletrônicos a corrida fosse movimentada, o que até aconteceu mas em doses homeopáticas. Havia a possibilidade de chuva desde o meio da semana mas esta acabou não se concretizando, seria uma verdadeira festa. Na prova da GP2 no sábado choveu e ninguém parou na pista.

O pódio teve 3 pilotos diferentes da corrida anterior, o que é ótimo para o equilíbrio do campeonato e mostra que este ano pode haver alguma surpresa, se não na briga pelo título, talvez ali pelo terceiro colocado e certamente tirando pontos do campeão.

Também parece que os pilotos calibraram melhor o pé no acelerador, houve muito menos erros evidentes desta vez o que se traduziu em menos abandonos e acidentes. E como o calor não estava escaldante como em outros anos os problemas mecânicos foram bem reduzidos.

massa A Ferrari mostrou que está bem viva e dominou completamente a corrida, com uma tranqüilidade comparável à da McLaren na Austrália. Não foi ameaçada por ninguém em momento algum. O único adversário foi interno, Massa se afobou novamente e acabou rodando sozinho na curva 8 quando tentava se aproximar de Kimi Raikkonen. É seu segundo erro seguido por puro descuido ou falta de habilidade com o acelerador, a chapa tá queimando em Maranello.

A McLaren fez o que podia, chegou em terceiro com o Kovalainen e quinto com o Hamilton, que teve a corrida bastante prejudicada no primeiro pit stop onde perdeu cerca de 11 a 12 segundos com a troca da roda dianteira direita, não fosse isto teria chegado junto com o companheiro de equipe, talvez na frente, talvez não.

heidfeldA BMW parece que tem um carro que gosta das mesmas condições que a Ferrari, andou muito bem e mais uma vez pontuou com os dois pilotos, Kubica foi segundo em sua melhor posição de chegada e Heidfeld marcou a melhor volta da corrida (1m35s366 na volta 55). Heidfeld também protagonizou a mais bonita ultrapassagem da corrida, ao superar Alonso e Coulthard ao mesmo tempo na reta oposta (foto ao lado).

Trulli mostrou que a Toyota pode estar mesmo no caminho da recuperação. Chegou em quarto lugar com autoridade, teve desempenho consistente durante todo o fim de semana. Glock foi atingido por Rosberg ainda na primeira volta e não completou.

A Renault deixa evidente com o fraco desempenho que está na dependência de Alonso, que mais uma vez pilotou muito, sem ele a equipe estaria dividindo atenção com a Honda e Toro Rosso. Piquet conseguiu terminar e já está bom assim.

Como eu havia comentado antes, a Red Bull estava muito boa de velocidade final, e com isto seria difícil ser ultrapassada, o que ficou provado pela boa atuação de Mark Webber defendendo sua posição com certa facilidade até. Já Coulthard brigou com os pneus dianteiros quase toda a prova e não conseguiu passar do nono posto, o que não é de todo ruim.

A Toro Rosso viveu uma corrida frustrante, o destaque da primeira prova, Sebastien Bourdais saiu da pista na primeira volta e não conseguiu retornar. Vettel teve vários problemas mecânicos com o carro culminando no estouro do motor Ferrari de seu carro e também não completou.

A Honda não conseguiu repetir o desempenho surpreendente da Austrália mas manteve um bom ritmo de corrida com Button terminando em 10º o que é um bom resultado para o time. Barrichello mais uma vez teve problema nos pits e recebeu punição por exceder o limite de velocidade na saída dos boxes, acabou em 13º.

Desempenho frustrante desta vez teve a Williams, tanto Rosberg quanto Nakajima enfrentaram problemas durante a corrida, o primeiro com um toque na primeira volta e o japonês com um pneu furado. Mas mesmo sem estes problemas acredito que não chegariam muito melhor do que 14º e 17º obtidos, respectivamente.

Destaque bastante notável mereceu Fisichella, o veterano da Force India levou seu tronco com rodas ao final da prova e ainda em um excelente 11º lugar, algo a ser realmente comemorado. Sutil abandonou nas primeiras voltas com problemas mecânicos.

Por fim, a corrida absolutamente sem destaque algum da Super Aguri, Davidson e Sato completaram em 15º e 16º e não há realmente o que dizer além disto.

Resultados e classificação

finalMA

campeonatoMA Fontes: WarmUp, Formula1.com

Postado por Tags: , , , , , Categorias: Esporte
750

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

1 Comentário

  1. F1 Resultado disse:

    A Renault dá uma preferência muito maior ao piloto principal, ou é só uma diferença de habilidade mesmo? Hoje ainda está assim, om Kubica e Petrov

Deixe uma resposta