O filme Eles Vivem (They Live), realizado por John Carpenter em 1988 é um cult movie que eu pessoalmente adoro e volta e meia acabo assistindo de novo.

Comentário cabeça pra você usar como justificativa numa roda de amigos intelectuais chatos:
Interessante que o filme pode ser visto em qualquer época, pois não estará datado. Se fosse assistido nos anos 50 ou 60 poderia ser considerado uma crítica às paranóias anti-comunistas ou um alerta contra o comunista escondido onde você menos espera. Mas ao mostrar uma sociedade capitalista corrupta e individualista, que não se preocupa com os crescentes problemas econômicos e sociais a sua volta, ele fazia uma crítica a Era Reagan, dos yuppies. Obviamente, nada disso mudou hoje. E ainda podemos perceber no filme que o governo foi manipulado por interesses particulares e usa força bruta, influência da mídia e outras restrições anti-democráticas para fazer valer seu ponto de vista e manipular a verdade. Vai dizer que não tá bem atual?
Fim do comentário cabeça pra você usar como justificativa numa roda de amigos intelectuais chatos.

Bem, agora pra parte boa mesmo: criatividade, ação e humor! Frases como The Golden Rule: He who has the gold, makes the rules (A Regra de Ouro: aquele que tem o ouro, faz as regras) pontuam o filme todo. Tem uma frase que até foi usada no game Duke Nukem 3D (leia sobre o jogo na wiki em portugues e em ingles), em uma cena que até lembra um jogo FPS mesmo.

Essa frase foi “improvisada” pelo ator, que já foi lutador de Luta Livre e estava acostumado com essas provocações e ameaças comuns no ramo. (Traduzindo livremente: “I have come here to chew bubblegum and kick ass…and I’m all out of bubblegum.” seria algo como “Eu vim pra mascar chiclete e arrebentar umas caras… e acabou o meu chiclete.”)

Aliás, a famosa cena de luta, considerada como uma das mais longas da história do cinema, também foi improvisada. Era pra durar apenas 20 segundos, mas os atores-lutadores resolveram lutar pra valer (fingindo apenas os golpes baixos e na cabeça). Eles não ficam fazendo piadinhas enquanto brigam, e quando você acha que pararam, eles recomeçam. Confira os quase 5 minutos completos dessa luta abaixo:

Uma última curiosidade: somente um personagem tem nome e sobrenome. Pra se ter uma idéia, o protagonista, então, não tem nem nome! Ninguém chama ele nominalmente, ou se refere a ele pelo nome. Nos créditos finais ele aparece como “Nada” (assim mesmo em português, ou em espanhol talvez). No curta que deu origem ao filme, Eight O’Clock in the Morning, o protagonista chama-se George Nada.

Postado por Tags: , , , , , , , , , Categorias: TV & Cinema, Vídeo
799

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

4 Comentários

  1. […] do filme Eles Vivem? Nesse filme B, que continha um alerta contra a sociedade consumista e as mensagens subliminares da […]

  2. […] você não lembra muito desse filme, ou não conhece, leia essa crítica, com direito a alguns vídeos. E descubra o que Eles Vivem e Duke’n'Nukem tem em […]

  3. Esse filme não é muito comentado normalmente, mas eu gosto muito! Tava tirando a poeira dos velhos VHS, encontrei e tive que rever! :oD

  4. jic disse:

    Boa ressurreição cinéfila!

Deixe uma resposta