Como previsto, corrida soporífera no que interessa que são as disputas, mas interessante em alguns pontos.

espanha

Estão vendo o desenho da pista aí acima? Pois então, ela não tem nenhum ponto de ultrapassagem claro para a F1 atual, a reta é longa mas a curva de entrada é de média-alta velocidade o que impede que os carros entrem próximos na reta e para piorar no final desta a curva não é lenta, o que não exige uma freada muito forte. E o que vimos hoje foi uma corrida sem emoção, sem chance de ultrapassagem alguma, até o Heidfeld com um carro de ponta demorou 8 ou 10 voltas para passar uma Force India e o Coulthard demorou umas 3 voltas para passar uma Super Aguri que era 4s mais lenta.

Mas vamos à corrida, largada muito boa de quem estava no lado limpo da pista, Massa passou Alonso e Hamilton superou Kubica, que patinaram do lado sujo, isso foi fundamental para o segundo post de Felipe Massa, senão ele ficaria preso atrás do Alonso por muito tempo e no final a vida dele seria complicada, como vimos a McLaren tinha uma ótima estratégia de corrida.

Na curva 4 o alemão sutil rodou e o compatriota Vettel que vinha logo atrás comprovou a péssima sorte que está carregando e não teve como desviar, mais uma vez não conseguiu completar sequer uma volta e isto já provocou a primeira entrada do Safety Car.

piquet Ao ser dada a relargada na volta 5 Piquet se afobou e saiu da pista, perdeu muitas posições e voltou querendo recuperar o espaço perdido, em uma bela manobra ao tentar passar a Toro Rosso de Bourdais foi atingido pelo francês que claramente não viu o brasileiro e acabou tirando os dois da prova.

Nenhum destaque realmente especial nesta primeira fase da corrida, com todos andando em fila indiana esperando pela primeira rodada de pit stops, afinal, corrida chata tem que ser assim mesmo. Por sinal, como era previsto, Alonso estava mesmo com umas 4 voltas a menos de combustível do que os concorrentes, por isso conseguiu aquela ótima posição de largada.

Logo que começaram os primeiros pit stops veio o momento de maior destaque da corrida e também o de maior tensão, Kovalainen teve algum problema com a roda dianteira esquerda de sua McLaren e passou reto em uma curva de alta velocidade, o carro acabou cravado EMBAIXO na barreira de pneus.

kova

O assustador foi o enorme tempo de demora para que o carro fosse retirado debaixo dos pneus, mais de 4 minutos para que o trator do resgate chegasse no local para puxar, sendo que ele estava a poucos metros do local da batida. Felizmente os boletins indicam que não houve qualquer tipo de fratura ou ferimento na cabeça, ele irá passar a noite em observação no hospital e deve ser liberado depois.

Outra “vítima” deste acidente foi Heidfeld que estava quase sem combustível e teve que entrar nos boxes para reabastecer, senão teria pane seca. Como o pit lane ainda estava fechado acabou sendo punido com um Stop & Go de 10 segundos, o que tirou qualquer chance de pontuação.

dc Mais alguns acidentes movimentaram a prova, um deles envolvendo mais uma vez David Coulthard que está se tornando freqüentador destas estatísticas, desta vez não teve culpa, afinal foi atingido por trás pela Toyota de Timo Glock e teve o pneu perfurado acabando com qualquer chance na corrida.

Em todo caso é impressionante que está se tornando um risco tentar ultrapassar o escocês que é um dos mais experientes da categoria atualmente e deveria tomar mais cuidado.

rubens Outro acidente, desta vez, um pouco mais estranho ocorreu com Rubens Barrichello, ainda dentro do pit lane e resultou na perda da asa dianteira de sua Honda. Segundo ele ao sair de seu pit stop foi atingido por Fisichella que estava entrando. Ele ainda conseguiu dar uma volta com a asa caída debaixo do carro e voltar para uma troca mas os danos foram muito grande e abandonou. Como ele estava sempre à frente de seu companheiro e Button chegou em sexto, Barrichello perdeu uma ótima chance de por fim a um ano e meio sem pontuar.

alonso Para tristeza do público local e decepção da Renault, Alonso teve problemas no motor e acabou abandonando, não era bem isso que ele esperava e na verdade estava com um quinto ou sexto lugar garantido, um excelente desempenho que mostra um certo desenvolvimento no carro e que ele é um ótimo acertador.

De resto na corrida vale destacar a ótima performance do “piloto invisível” Mark Webber que não apareceu em momento algum da corrida mas chegou num ótimo quinto lugar com sua Red Bull. Nesta mesma categoria posso colocar Kazuki Nakajima que levou a Williams ao sétimo posto com uma corrida segura. Para completar os oito primeiros Trulli trouxe a Toyota aos pontos novamente.

Das outras equipes, a Force India continua sendo um certo destaque com Fishichella que chegou a andar algum tempo na zona de pontuação mas com Sutil está tomando só prejuízo. E a Super Aguri é de dar pena de ver a penúria em que estão, esta semana devem decidir se fecham as portas ou continuam passando o chapéu pra arrecadar uns trocados.

Os 4 primeiros chegaram bem próximos, o Kimi até se destacou e dominou completamente todo o fim de semana mas Massa, Hamilton e Kubica chegaram muito próximos e nenhum estava poupando equipamento, mostrando um bom equilíbrio entre as equipes. Claro que a Ferrari ainda se destaca mas não tanto assim.

finalES

Na pontuação do campeonato, Raikkonen abriu uma boa vantagem e me arrisco a afirmar, mesmo sendo cedo, que ele é o piloto a ser batido este ano. A Ferrari também saltou na ponta da tabela dos construtores e com uma boa diferença.

campeonatoES

É isso aí pessoal, até que para uma corrida chata eu escrevi demais. Nos vemos na corrida da Turquia, dia 11 de maio (dia das mães). Esta é uma das pistas em que Felipe Massa é favorito e uma das melhores pistas da temporada, espero que seja uma corrida mais emocionante.

Fonte: Formula1.com, WarmUp

Postado por Tags: , , , , Categorias: Esporte, Veículos
820

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta