Campeonato Brasileiro de 2008 será a 38ª edição da principal divisão do futebol brasileiro. Com 3 divisões, o campeonato contém 20 clubes na série A, 20 clubes na série B, e 64 clubes na série C.

Esse é a competição que vem reanimando as torcidas do Brasil, por causa da fórmula de pontos corridos, o que torna praticamente todo jogo uma decisão. Ainda estamos longe das grandes torcidas européias, que a cada jogo lotam os estádios, mas estamos num caminho muito bom de profissionalização da competição. Eu, que sempre fui fã dos confrontos mata-mata, tenho que reconhecer que a mudança só trouxe melhoras ao futebol brasileiro. E se alguém ainda quiser mata-mata, que torça por seu time chegar na libertadores, pois essa, além de manter a fórmula de confronto-direto, ainda quase enfarta o torcedor com as emoções que proporciona.

Segue abaixo alguns dados do Campeonato Brasileiro 2008

Times da série A (em ordem alfabética)

 

  • Atlético Mineiro
    Belo Horizonte, Minas Gerais
    8º colocado na Série A
  • Atlético Paranaense
    Curitiba, Paraná
    12º colocado na Série A
  • Botafogo
    Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
    9º colocado na Série A
  • Coritiba
    Curitiba, Paraná
    Campeão da Série B
  • Cruzeiro
    Belo Horizonte, Minas Gerais
    5º colocado na Série A
  • Figueirense
    Florianópolis, Santa Catarina
    13º colocado na Série A
  • Flamengo
    Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
    3º colocado na Série A
  • Fluminense
    Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
    4º colocado na Série A
  • Goiás
    Goiânia, Goiás
    16º colocado na Série A
  • Grêmio
    Porto Alegre, Rio Grande do Sul
    6º colocado na Série A
  • Internacional
    Porto Alegre, Rio Grande do Sul
    11º colocado na Série A
  • Ipatinga
    Ipatinga, Minas Gerais
    2º colocado na Série B
  • Náutico
    Recife, Pernambuco
    15º colocado na Série A
  • Palmeiras
    São Paulo, São Paulo
    7º colocado na Série A
  • Portuguesa
    São Paulo, São Paulo
    3º colocado na Série B
  • Santos
    Santos, São Paulo
    2º colocado na Série A
  • São Paulo
    São Paulo, São Paulo
    Campeão da Série A
  • Sport
    Recife, Pernambuco
    14º colocado na Série A
  • Vasco
    Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
    10º colocado na Série A
  • Vitória
    Salvador, Bahia
    4º colocado na Série B
Distribuição por estado

 


Times da Série B

  • ABC
    Natal, Rio Grande do Norte
    4º colocado na Série C
  • América
    Natal, Rio Grande do Norte
    20º colocado na Série A
  • Avaí
    Florianópolis, Santa Catarina
    15º colocado na Série B
  • Bahia
    Salvador, Bahia
    2º colocado na Série C
  • Bragantino
    Bragança Paulista, São Paulo
    Campeão da Série C
  • Brasiliense
    Taguatinga, Distrito Federal
    9º colocado na Série B
  • Ceará
    Fortaleza, Ceará
    16º colocado na Série B
  • CRB
    Maceió, Alagoas
    8º colocado na Série B
  • Corinthians
    São Paulo, São Paulo
    17º colocado na Série A
  • Criciúma
    Criciúma, Santa Catarina
    7º colocado na Série B
  • Fortaleza
    Fortaleza, Ceará
    5º colocado na Série B
  • Gama
    Gama, Distrito Federal
    12º colocado na Série B
  • Grêmio Barueri
    Barueri, São Paulo
    13º colocado na Série B
  • Juventude
    Caxias do Sul, Rio Grande do Sul
    18º colocado na Série A
  • Marília
    Marília, São Paulo
    6º colocado na Série B
  • Paraná Clube
    Curitiba, Paraná
    19º colocado na Série A
  • Ponte Preta
    Campinas, São Paulo
    11º colocado na Série B
  • Santo André
    Santo André, São Paulo
    14º colocado na Série B
  • São Caetano
    São Caetano do Sul, São Paulo
    10º colocado na Série B
  • Vila Nova
    Goiânia, Goiás
    3º colocado na Série C

Distribuição por estados


Curiosidades

Sobre os campeões


Sobre as finais
  • De 1972 a 2002, quando existiram os confrontos finais entre apenas 2 clubes, nunca houve um confronto repetido. Foram 30 finais diferentes.
  • Os campeonatos de 1971 e 1973 não tiveram um único confronto final: o de 1971 foi decidido num triangular entre Atlético Mineiro, São Paulo e Botafogo; o de 1973 foi decidido num quadrangular entre Palmeiras, São Paulo, Cruzeiro e Internacional.
  • A final de 1980 entre Atlético-MG e Flamengo, disputada em ida-e-volta, foi a que teve mais espectadores: 269.497 pagantes:
    • 13/02/80 115.142 Atlético x Flamengo, no Mineirão (Belo Horizonte);
    • 01/06/80 154.355 Flamengo x Atlético, no Maracanã (Rio de Janeiro).
  • O Corinthians e o São Paulo foram as equipes que mais disputaram finais: foram seis, sendo as do Corinthians 1976, 1990, 1994, 1998, 1999 e 2002, onde foi campeão em 1990, 1998 e 1999. As finais disputadas pelo São Paulo foram em 1977, 1981, 1986, 1989, 1990 e 1991, onde se sagrou campeão em 1977, 1986 e 1991.
  • O São Paulo também é a equipe que mais participou de finais seguidas: três, em 1989, 1990 e 1991. O Santos ficou entre os dois primeiros colocados por três anos consecutivos (2002, 2003 e 2004), porém só o torneio de 2002 foi disputado com final.
  • Fluminense e Vasco fizeram a primeira final entre clubes de uma mesma cidade, no Campeonato Brasileiro de 1984. Como os dois clubes haviam levado quase 120.000 pessoas em seus jogos com mando de campo pelas semifinais, as duas diretorias optaram por um grande aumento no preço dos ingressos para evitarem-se tumultos, numa época em que não era comum a venda antecipada de ingressos para as partidas.
  • Em apenas duas finais não houve participação de equipes paulistas ou cariocas: Em 1975 (Internacional x Cruzeiro) e 1988 (Bahia x Internacional).
  • Em 8 vezes, a final foi disputada por equipes do mesmo estado:
    • 1978: Guarani x Palmeiras
    • 1984: Fluminense x Vasco
    • 1986: São Paulo x Guarani
    • 1990: Corinthians x São Paulo
    • 1991: São Paulo x Bragantino
    • 1992: Flamengo x Botafogo
    • 1994: Palmeiras x Corinthians
    • 2002: Santos x Corinthians
    • Palmeiras x São Paulo decidiram o título de 1973, mas não se tratava de uma final e sim da última rodada de um quadrangular.
  • Desde 2003, o Campeonato Brasileiro de Futebol é disputado por pontos corridos, como na maioria dos países filiados à FIFA. Portanto, não há mais um confronto final entre apenas duas equipes.


Sobre gols e artilheiros
  • O primeiro gol da história do campeonato foi marcado pelo argentino Scotta, do Grêmio, contra o São Paulo, dia 7 de Agosto de 1971.
  • A maior goleada da história do campeonato foi aplicada pelo Corinthians contra a equipe do Tiradentes, do Piauí, em 09 de Fevereiro de 1983. O jogo terminou com o placar de 10 a 1 para a equipe paulista.
  • O Vasco é a equipe que mais teve artilheiros de campeonato: Foram 8 no total (Roberto Dinamite em 1974 e 1984; Paulinho em 1978; Bebeto em 1992; Edmundo em 1997; e Romário em 2000, 2001 e 2005.
  • Roberto Dinamite é o jogador que mais fez gols em campeonatos brasileiros: 190 gols.
  • Washington “Coração Valente”, jogando em 2004 pelo Atlético Paranaense, foi o maior artilheiro de um único campeonato brasileiro, com 34 gols.
  • Jairo do Corinthians é o goleiro que mais tempo ficou sem levar gols na história dos campeonatos Brasileiro. Foram 1132 minutos, ou 12 jogos e meio de invencibilidade, no campeonato de 1978.
  • O São Paulo é a equipe com maior média de gols marcados em toda a história do campeonato, com 1,56 por partida. O Internacional tem a menor média de gols sofridos: 0,99 por jogo.
  • O gol mais rápido da história do campeonato foi aos 8 segundos, marcado por Nivaldo, do Náutico, na partida contra o Atlético Mineiro, no estádio dos Aflitos, em 18 de outubro de 1989.


Sobre os participantes e a forma de disputa
  • Contagem de pontos: até 1994, cada vitória valia 2 pontos; a partir de 1995, por determinação da FIFA, as vitórias passaram a valer 3 pontos.
  • Pontos extras: Entre 1975 e 1977, cada vitória por 2 ou mais gols de diferença dava um ponto extra ao vencedor. Em 1978 a regra do ponto extra se manteve, porém apenas para vitórias por 3 ou mais gols de diferença.
  • Decisões por pênaltis: no Campeonato de 1988, todos os jogos que terminassem empatados tinham decisões por pênaltis; vitória no tempo normal dava 3 pontos para o vencedor e zero pontos para o derrotado; vitória na decisão por pênaltis dava 2 pontos para o vencedor e 1 ponto para o derrotado.
  • Os campeonatos de 1979 e 2000 registraram a maior quantidade de equipes participantes: foram 94 times em 1979 e 116 na Copa João Havelange de 2000.
  • Em 1974, 40 times disputaram a primeira fase do torneio, divididos em 2 grupos de 20. Para a segunda fase, classificavam-se os 11 primeiros colocados de cada grupo, além dos dois clubes com maior média de público. Foi a única vez que a média de público foi usado como critério de classificação numa competição profissional no Brasil.
  • O Campeonato Brasileiro de 2003, o primeiro a ser disputado por pontos corridos, contou com 24 equipes e 46 rodadas, tornando-se, assim, um dos campeonatos mais longos do planeta. A forma de disputa se manteve a partir de então, porém com o número de clubes sendo reduzido para 22 e depois para 20.
  • Cruzeiro, Flamengo, Internacional e Vasco são os únicos clubes a participarem das 37 edições do torneio desde sua criação, em 1971. Atlético Mineiro, Botafogo, Corinthians, Santos e São Paulo participaram 36 vezes. Grêmio, Fluminense e Palmeiras participaram 35 vezes.

Outras Informações e fontes de referência:

 

Postado por Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , Categorias: Esporte
826

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta