Todo mundo deve saber que o Indiana Jones foi baseado naqueles antigos seriados (serials) de cinema, dos anos 30, certo?
Bem, vi no ForceNet que um fã doido resolveu retornar o personagem à sua origem: Editou o filme Caçadores da Arca Perdida, deixando-o em preto e branco, com letreiros vintage e cliffhangers típicos! Pra completar, dividiu-o em 14 partes de 9 a 10 minutos e as está colocando no You-Tube. Ficou perfeito! Só é uma pena que não tem legenda em português…

Assista abaixo a Parte 1: O Ídolo de Ouro.

Se gostou da idéia, acompanhe o que já foi lançado clicando nos links abaixo:

Parte 2: Missão Ultra-Secreta
Parte 3: Jornada ao Nepal
Parte 4: Luta pelo Medalhão
Parte 5: Capturada pelos Nazistas!
Parte 6: Morte no Cairo
Parte 7: A Sala do Mapa
Parte 8: O Poço das Almas
Parte 9: A Arca Revelada
Parte 10: A Asa Voadora
Parte 11: Perseguição no Deserto
Parte 12: Luta no Mar
Parte 13: Ilha Nazista Secreta
Parte 14: em breve, aguarde o último capítulo!

Stay Tuned for the exciting conclusion in this same post, in this same blog!

Postado por Tags: , , , , , Categorias: Curiosidades, TV & Cinema, Vídeo
958

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

4 Comentários

  1. […] editou Caçadores da Arca Perdida na forma de um seriado de cinema dos anos 30, como visto neste post no NewsErrado, também editou o clássico filme Planeta dos Macacos (Planet of the Apes). Ele transformou o filme […]

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Matheus Paviani, Antonio Carneiro. Antonio Carneiro said: RT: @mathpavi: Indiana Jones editado como se fosse um velho Seriado de Cinema http://bit.ly/a5CXho #BNEOldPosts […]

  3. Asa voadora? Em que filme que aparece isso, em quantos minutos de filme ela aparece?

  4. mario cilense jr. disse:

    Quero comentar a parte do filme em que aparece a asa-voadora, aquilo era um modelo-maquete, é fácil saber porque
    Observe o trem-de-pouso que não é retrátil, ora, uma asa-voadora prima-se pela aerodinâmica, então, fake !

Deixe uma resposta