O Certo Não Existe

Esse post inicia a série “O Certo Não Existe“, em que a intenção é questionarmos verdades universais. Leia mais sobre essa série e o que ela pretende aqui.

Na introdução da série, eu instiguei os leitores a mandar seus temas para debate. Afinal, se só eu saísse questionando tudo e todos ficaria meio chato ou louco (ou um louco chato).

Inteligência Humana

Nosso visitante Geraldo Gomes teve coragem de expor seu pensamento e foi bem incisivo em seu questionamento do que seria a tão badalada Inteligência Humana, chegando a afirmar “abomino a inteligência”. Leiam o comentário dele completo no link do primeiro parágrafo.

Achei interessante o tema proposto por ele, porque no fundo todo questionamento de “verdades aceitas” que eu faça passa pelo conceito básico de se perguntar se somos realmente inteligentes como pensamos. Se somos, por que acreditamos sem pensar em qualquer besteira que nos digam? Qual a função da inteligência, se não pensamos, não raciocinamos?

Bem, eu não concordo 100% com o Geraldo em sua raiva contra a inteligência, mas compartilho uma coisa com ele: não gosto da arrogância humana que se acha superior aos outros seres vivos. Em pleno século XXI nós ainda antropomorfisamos o próprio Universo. E o que não se encaixa no nosso padrão é rotulado de inferior ou mesmo ignorado e rotulado de sandice.

Adoro a inteligência e acho que quanto mais melhor. Porém não acredito que a Humanidade tenha monopólio dela. Quando um animal faz algo inteligente, é instinto ou sorte. Quando nós fazemos é raciocínio. E quando fazemos algo estúpido, que os animais não fazem, é o quê? É burrice daquele indivíduo apenas, e livramos a cara da espécie como um todo. Ora, todos nós fazemos muita estupidez. Não somos tão inteligentes assim ainda.

Estamos sempre achando que a humanidade é muito esperta e entende tudo sobre tudo. Mas é só recuar uns meros 50 ou 100 anos na História pra ver como éramos ignorantes e acreditavámos em cada bobagem sem tamanho. Imagina como as pessoas do futuro irão olhar pra nós e rirão de nossa ignorância.

Isso não é difícil de ver, basta a reação polêmica e o pavor que tomou conta das pessoas pelo simples acionamento do acelerador de partículas LHC. Coisa parecida deve ter acontecido com a descoberta da energia nuclear, o vôo, vacinas e até as grandes navegações.

Tecnologicamente estamos avançando muito mais do que as conquistas evolucionárias. Melhoramos, sem dúvida. Já achamos errado a escravidão, o preconceito, a exploração, a destruição da natureza. Claro que muitas pessoas ainda adotam esses comportamentos, mas a mudança não vem da noite pro dia. O que era maioria, torna-se minoria até que some.

Junto da inteligência estamos começando a dar valor a outro grande ativo imaterial que possuímos: a emoção. Um sem o outro não é nada. É no equilíbrio desses dois que devemos chegar.

Continue Questionando

Eu poderia explorar esse tema da inteligência muito mais profundamente. Deixei de colocar vários pontos que eu achava importante mencionar, mas por experiência sei que posts longos e sem muitas figurinhas são simplesmente ignorados e não lidos. Então é melhor pincelar um pouco o assunto e tocar as mentes e corações das pessoas, do que fazer um tratado completíssimo sobre o tema que não será lido nem mesmo pelos meus co-editores.

Fica apenas o reforço do lema básico da série “O Certo Não Existe”: questione!! O que te dizem podem até estar certo, mas não aceite só porque disseram que é assim. Pense por contra própria e refute qualquer tipo de dogma. Exija (e procure) explicações que lhe sejam satisfatórias.

Agradeço ao leitor Geraldo Gomes pela participação e reforço o convite a cada um dos nossos visitantes a participar desses debates, comentando o que já foi escrito ou propondo novos temas.

Postado por Tags: , , Categorias: Editorial
2478

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

3 Comentários

  1. Geraldo Gomes disse:

    Eu adoro os inteligentes!Sabes por que?Eles tem justificativas “bacanas” sobre tudo e são capazes de “influenciar”até mesmos os mais lúcidos[capacitado de discernimento]sobre o que defendem.Vou deixar você decidir se eu sou um LOUCO ou um SENSATO[equlibrado].Eu tenho quatro livros escritos e a “mensagens”dos mesmos são:Parem de ler e de se atualizarem pelos veículos de comunicação pois tudo que te “oferecem” tem um propósito específico e o tal propósito não “atende”aos interesses dos leitores mas sim aos interesses dos Comunicadores!Se querem acreditar nas comunicações acreditem somente nas comunicações dos seres que não falam,não escrevem e não “pensam”.No meu blogue os textos sào longos[25pg] se alguém vai ler ou não F… O que lá [blogue]está contido é de interesse aos leitores[seres humanos e inteligentes]se não desejam ler F…Eu continuarei
    no exílio das inutilidades “enxergando” o que não é comumente “enxergado”.
    Despertar os letárgicos para lhes oferecer a “escuridão” é o meu desafio e somente um …é capaz de acreditar em tal possibilidade.Para compreenderes o meu desafio e classificar-me de LOUCO ou de EQULIBRADO terás que ler o conteúdo total do meu blogue!Porém sou sabedor que estás “atarefado”[falta de tempo]mas saiba que não tenho pressa para nada até porque já fazem 45 anos que espero pelo o que os inteligentes não “lembram”, à morte!Afinal,é melhor iludir-se com a Vida.Muitas coisas boas prá você e boa noite.

  2. Caro Geraldo,

    Não estou preocupado com as regras, em ser ridicularizado, em alimentar insanos ou em receber título de inteligente ou ignorante. Até porque o rótulo dado não faz a pessoa.
    Não faço os textos mais longos e áridos porque SEI que praticamente não serão lidos. E quando eu for escrever algo que não desejo compartilhar, eu simplesmente não publico. Mas cada um age como quiser em seu domínio.
    Concordo com você quando devemos pensar diferente. Mas não devemos divergir pelo simples ato de ser diferente e sim porque REALMENTE enxergamos de forma distinta ou porque não estamos convencidos da razão atual e queremos abrir os olhos dos outros às diversas possibilidades.

    O Slogan proposto não é um Dogma, e sim um slogan. Já falei sobre ele no primeiro post.

    Quanto ao sexo e a violência, existem diversas formas de encarar, praticar e abster-se. Existem muitos padrões distintos e não uma única forma. Pessoalmente, eu acredito que somos animais e como tal estaremos sempre sujeitos aos instintos básicos, não importa quantos átomos nós venhamos a dividir.

    Discordo que educação é violência. O tema não é abstrato, só o seria para quem tem muita educação (para pessoas mais inteligentes, hehe). Mas claro que minha opinião só é lei no universo alternativo em que sou Ditador Supremo. Aqui ela é apenas uma opinião tão válida quanto a sua ou de um grande pensador famoso.

    Quanto à provas, eu gosto de provas, mas elas não são físicas, são intelectuais, são de argumentação. Uma prova física pode ser forjada, vide Iraque. Agora um raciocínio que te convença é diferente.

    Quando afirmei que você tem raiva da inteligência foi baseado na sua afirmação “abomino a inteligência”. Devo ter interpretado mal o sentido da palavra “abominar”, então. Mas achei interessante você afirmar que não é um ser desequilibrado, mas ao mesmo tempo se auto-intitular “louco”. Talvez isso merecesse mais explicações, pois não consegui entender também.

    Finalmente, o propósito de tudo isso é exatamente esse: discutir idéias e pontos de vista diferentes, mesmo que não sejam aceitos como verdade pela maioria. Com a troca de idéias podemos reforçar a nossa convicção no que acreditamos ou perceber que o que as pessoas diziam esse tempo todo estava realmente certo!

  3. Geraldo Gomes disse:

    Ficou explícito que és um INTELIGENTE!E por que?Porque menciona em teus escritos que estás “preocupado” com as regras determinadas pelos moldes ditados pela a inteligência!Ex:Textos longos não são lidos!E daí?Desafiar o convencional e ser ridicularizado pelos inteligentes é o dever maior dos que não se deixam guiar-se pelas medíocridades.Raiva da inteligência?Nunca!Pois tal atitude faría-me um ser desequilibrado!Eu apenas repudio o título de inteligente e por que?Não conheço pessoas agindo diferente dos demais em relação ao sexo e a violência!Conheces alguém que não pratique sexo e violência?Conheces algum Inteligente que esteja fazendo algo “FORA”da mesmice e do convencional?Dizer que “o certo não existe” é afirmar que tal “slogan” é certo, e aí?Meu Caro Antônio, asseguro-te que estás “conhecendo” um LOUCO e sabes por que sou um louco?Por que exijo “provas” do que me transmitem.Mais uma idéia louca para sua nova postagem:Você conhece pessoas educadas{EDUCAÇÃO}?É sabido pelas autoridades e pessoas do povo que a Educação é o “TUDO”,ou seja,sem Educação não há o progresso.Pois muito bem!Que corrente educa pessoas para não se tornarem violentas?Eu conheço pessoas educadas porém não conheço pessoas que não sejam violentas!Será que não chegou a hora de mudarmos o “modelo educacional mundial”?Provo-lhes por A+B que a EDUCAÇÃO também é uma violência.Muitas coisas boas para todos e boa tarde.

Deixe uma resposta