Ao ler as notícias parece que o fim do mundo chegou: crise, demissões, recessão, bicho-papão. Mas em minha opinião essa crise tem os seguintes motivos:

– Aqueles frequentemente citados nos jornais como sendo os responsáveis pela crise. Por exemplo,  a taxa sub-prime americana;
– Fatores que sempre existiram, mas não vinham à tona, em especial a falta de fiscalização para identificar picaretagens das empresas. Até mesmo os grandes conglomerados internacionais fraudaram balanços e resultados e agora o véu está caindo, a verdade aparecendo;
– Empolgação de investidores crédulos, que animados pelo período de vacas gordas, investiam todo seu dinheiro em qualquer coisa, sem verificar a consistência da aplicação. A surpresa é que este erro foi feito especialmente por grandes bancos e investidores qualificados;
– Preços dos ativos extremamente valorizados: tudo que muito sobe tem que cair para que as pessoas possam voltar a comprar;
– Interesses escusos de alguns grupos político-econômicos (sempre tem gente que se beneficia do caos e da incerteza, vide os fomentadores de guerras);
– Incompetência de empresários que já vinham no sufoco e aproveitaram o momento pra despensar funcionários, culpando a crise e não sua própria má administração (e o problema é que essas demissões em massa realmente intensificam a crise);
– um grande componente psicológico, que sempre movimentou a economia: as expectativas das pessoas podem causar inflação, recessão, crise ou crescimento.

Esse último componente da crise é o que deveria ser mais fácil de ser resolvido, no entanto a mídia trabalha incansavelmente para torná-lo pior.

Veja o exemplo da Bolsa de Valores de São Paulo: está certo que 2008 foi um dos piores anos de sua história. Muitas pessoas viram seu investimento reduzido em 50%, em média. Isso foi amplamente divulgado.
No entanto, não vejo os jornais noticiando que em dezembro a Bolsa teve alta 2,61% e em janeiro uma alta de 7,13% (até ontem).

Considerando que alguém tenha investido na Bovespa no início de dezembro, hoje teria visto seu dinheiro valorizar em 9,92%!  Que crise, hein?

Postado por Tags: , Categorias: Economia & Política, Editorial
4546

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta