Por enquanto é apenas um curta de 20 minutos, mas a diretora de Pumzi espera transformá-lo em longa metragem, como aconteceu com outro filme de ficção científica africano, Disctric 9.

A idéia do filme me lembra THX-1138 (inclusive pelas carecas dos personagens), Logan’s Run – Fuga do Século XXIII e até Wally-E.

A cineasta Wanuri Kahiu mostra uma sociedade distópica 30 após uma guerra pela água ter devastado o mundo. Sobreviventes do leste africano vivem trancafiados em comunidades subterrâneas. Uma jovem trabalhadora obtém uma semente que está germinando e deseja levá-la até a superfície, sendo perseguida pelo governo que a proibiu de sair da comunidade.

Eu vi o trailer abaixo e achei interessantee muito bem feito. Que venha a ficção científica do Quênia!

O filme irá ser exibido cinco vezes no famoso festival de cinema Sundance e sua produtora espera não só que ele tenha sucesso, mas que consiga ajudar o cinema queniano a se erguer. O país já tem profissionais bem qualificados, uma vez que costuma servir de locação para filmagens, mas sofre com a falta de verbas.

Fontes: Sf Signal e Wired

Postado por Tags: , , , , , Categorias: Ciência & Tecnologia, TV & Cinema
9091

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

6 Comentários

  1. […] pouco tempo falamos do primeiro filme de ficção-científica do Quênia, Pumzi. Agora vamos falar do primeiro filme do gênero feito pela Suíça: […]

  2. weslei disse:

    nessa época ainda tem garrafinha de gatorade

  3. FlitS disse:

    Po… me surpreendeu o trailer, barra de longe as produções brasileiras no quesito tecnologia…

  4. O nome do filme, parece quando um mineiro vai soltar gases. #prontofalei

Deixe uma resposta