Em uma palavra: Gostei.

Mas para fazer uma crítica mais justa, vou usar diversas palavras, já que uma só não traduz com precisão a minha impressão do filme.

Esse filme tem sido justamente comparado à Harry Potter, afinal inclui jovens dos dias atuais que de repente se veem como protagonistas em um universo fantástico que convive escondido com o nosso. Ambos também são sagas que chegaram primeiro aos livros e depois ao cinema. A diferença seria que Harry Potter lida com magia e poções, feiticeiros e druidas, enquanto o Percy Jackson lida com a tradicional mitologia grega. Se a diferença fosse apenas esta, Percy já estaria na vantagem, uma vez que prefiro muito mais os mitos gregos do que os feiticeiros britânicos (pra mim, a Idade Antiga dá de dez na Medieval). Mas acredito que a diferença pára aí. Percy Jackson perde menos tempo apresentando o “novo mundo” ao herói e ao público, partindo logo para aventura. Os filmes do Harry Potter também me transmitem um pouco de frio e claustrofobia, enquanto esse atravessa diversas cidades ensolaradas do EUA.

O filme tem diversos pontos positivos, como bons efeitos; história que mostra uma interessante busca (um “quest” ou “road-movie”) e mitologia grega. Quem viu o clássico Fúria de Titãs, vai curtir o encontro do herói com a Medusa, por exemplo. Como pontos negativos, diria que a amiga do herói poderia contribuir mais com a inteligência ou mesmo na hora da luta, sendo filha de Athena. Outro ponto negativo é o próprio nome do protagonista, que acho ridículo. Mas a intenção foi ter uma versão moderna do nome Perseus.Estive lendo na wikipédia sobre o filme e o livro, e parece que não só há muitas diferenças, como o livro me pareceu ser muito melhor. Fiquei até curioso de lê-lo.

Outra questão que me incomodou é que ele parece ser muito mais poderoso do que os outros semi-deuses, mas talvez seja porque ele é filho de um dos 3 grandes irmãos (Zeus, Poseidon e Hades). Aliás, falando dos seus poderes… isso sim é que herói aquático que preste! Deixa o inútil Aquaman no chinelo, e nem o Namor seria páreo para ele.

Enfim, o filme pode não ter tirado nota 10, mas deu pra passar de ano. E aumentou o apetite pela refilmagem de Fúria de Titãs, que vem por aí.

Postado por Tags: , , , , Categorias: TV & Cinema
9345

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

1 Comentário

  1. Guilherme disse:

    Percy Jackson e o Ladrão de Raios é um filme da mitologia grega, adaptado aos tempos modernos. Percy é filho do deus Poseidon, e por isso os deuses acham que ele roubou o raio (a arma mais poderosa de Zeus),se ele não devolver o raio até o próximo sousticío terá guerra entre os deuses.

Deixe uma resposta