Há pouco tempo falamos do primeiro filme de ficção-científica do Quênia, Pumzi. Agora vamos falar do primeiro filme do gênero feito pela Suíça: Cargo.

Produção

Claro que a Suíça tem mais dinheiro e estrutura que o Quênia, por isso a primeira empreitada nesse ramo é um longa metragem de 120 minutos, em vez de um curta. Ainda assim, este país não é famoso por sua indústria cinematográfica, imagina em termos de ficção-científica. O diretor de primeira viagem, Ivan Engler, contou que não existiam estúdios grandes o suficiente para os cenários planejados, então teve que transformar um edifício industrial velho e abandonado em seu estúdio de filmagens, incluindo espaço para os escritórios, oficinas, armazenagem de esquipamentos, etc. Os cenários não são modestos, como a câmara de criogênia que continha 6 tanques com capacidade individual para 300 litros de um líquido especial. Sem falar nos efeitos especiais, como o exterior das estações espaciais: cerca de 30 a 40% do filme contem CGI.

O seu orçamento limitado contou apenas com verba de apoio do governo, uma vez que não conseguiu obter financiamento dos desconfiados investidores suíços nem dos burocráticos investidores estrangeiros (um único contrato continha mais de 80 páginas). A chave para fazer o dinheiro “render” foi um trabalho extremamente minucioso durante a fase de pré-produção. O orçamento final foi de aproximadamente US$ 1,6 milhão.

O filme tem sido apresentado em festivais de cinema, como o Festival Internacional de Ficção Científica e Cinema Fantástico, de Londres, com boa receptividade. Ainda assim, o diretor não tem muitas esperanças de estar abrindo as portas para novas produções sci-fi européias (excetuando-se Inglaterra e França, a Europa não costuma fazer filmes de  FC). A esperança dele é que este filme sirva como passaporte para que ele possa trabalhar em Hollywood.

História

Cargo é um filme de suspense passado a bordo de um cargueiro espacial do século XXIII. A humanidade está vivendo em estações espaciais superpopulosas, uma vez que a Terra não é mais capaz de sustentar a vida. A única esperança de escapar é fazer uma cara viagem para o planeta paradisíaco Rhea, situado a 5 anos luz da Terra.

A Dra. Laura Portmann serve a bordo da velha espaçonave de carga Kassandra para ganhar dinheiro suficiente para se juntar a sua irmã em Rhea. A jovem médica cuida da nave enquanto seus outros 6 tripulantes estão hibernando. A medida que ela “patrulha” a nave, percebe que algo está errado.

O filme procura mostrar os efeitos psicológicos de longas e solitárias viagens espaciais, e seu diretor pretende surpreender o espectador com diversas reviravoltas no rumo dos acontecimentos. Assim, embora a sinopse lembre o filme Alien, nada deve estar mais longe da verdade.

Leia mais a respeito, inclusive duas entrevistas com o diretor, na BBC News e no site Opium. Abaixo, mais algumas imagens do filme.

Postado por Tags: , , , Categorias: TV & Cinema
10423

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

4 Comentários

  1. Feijó disse:

    Pra quem quiser baixar, com legenda em ingles
    http://torrentz.com/c92d9181429f6465f86f9780fae5980b80225c4a

  2. mario jorge disse:

    os Suíços poderiam começar a investir em uma coisa + barata q ficção cientifica afinal US$ 1,6 milhão pra um filme cheio d efeitos , e de grandeza não é nada…
    já se eles tivessem usado esse US$ 1,6 milhão dava pra fazer uma trilogia de filems d terror envolvendo algum tipo de assassino sereal bem legal*_*
    com muito sangue e uma serra eletrica …
    mas fazer o q , falta de visão eh fogo.

  3. […] This post was mentioned on Twitter by Antonio Carneiro. Antonio Carneiro said: Novo Post: Cargo: primeiro filme sci-fi da Suíça (http://bit.ly/cmIdUQ) […]

Deixe uma resposta