Simon Kuper e Stefan Szymanski, autores do livro “Porque a Inglaterra Perde” (Why England Lose), criaram um sistema para prever o campeão da Copa do Mundo usando dados econômicos em vez do ranking da FIFA ou algo mais óbvio.

Eles perceberam que em quase três de cada quatro partidas, o resultado pode ser previsto por uma fórmula baseada na razão entre a população dos dois países (nações maiores tem maior probabilidade de gerar jogadores talentosos), PIB Per Capita (quanto maior, maiores serão os recursos), experiência (quanto mais você joga, melhor fica), mais uma constante para representar a vantagem do país sede.

A fórmula inusitada para calcular a diferença de gols esperada, ou vantagem, em uma partida de “i x j” é obtida assim: DG(ij) = o,137 log (população i / população j) + 0,145 log (PIB Per Capita i / PIB Per Capita j) + 0,739 log (experiência i / experiência j). Quando a África do Sul joga adiciona-se a constante 0,657.

O método é capaz de prever  corretamente o vencedor das partidas em 72% das vezes. O algoritmo usa regressão linear e foi ajustado para todos os resultados internacionais entre 1980 e 2001. O número que aparece no resultado deve ser interpretado como a diferença de gols esperada. A vitória pertece ao time com o saldo positivo, mas se esta for menor que 0,1% a partir das Oitavas de Final os autores examinaram a performance histórica das seleções nas disputa de penalties para definir o vencedor.

Esse estudo previu, por exemplo, que a Inglaterra vai perder para a Alemanha nas Oitavas (diferença de 0,2). Previram ainda que o Brasil derrotará nessa fase a seleção de Honduras pela vantagem de 1,01 (sim, eles acreditam que Honduras será a 2ª colocada do grupo H e nós seremos os primeiros do grupo G). A seguir, o Brasil pega duas pedreiras, mas passará pela Holanda (diferença de gols de 0,42) e pela Alemanha (0,39). A final, surpreendentemente seria contra a Sérvia, que teria passado pelos EUA, Coréia do Sul e Espanha, apenas para ser derrotada pelo Brasil,que conquistaria o Hexa-Campeonato.

Clique na imagem para visualizar todas as previsões desse sistema, em um infográfico que saiu publicado na Wired.uk:

Considerando os primeiros jogos dos grupos A, B, C e D ocorridos até 13 de junho, esse método mostrou alguns erros e acertos. No grupo A ainda não se pode dizer nada a favor ou contra, já que todos empataram e tudo pode acontecer ainda. O grupo B está exatamente como previsto, acertando as 4 posições, inclusive com a Coréia na frente da Argentina. O grupo C não está correto, mas se o goleiro inglês não tivesse levado aquele frango contra os EUA, aí as duas primeiras posições iriam conferir. O maior problema é justamente no grupo D: a goleada na estréia da Alemanha torna difícil acreditar que ela não fique em primeiro no grupo, ainda mais que a Sérvia, que deveria sair na frente, acabou perdendo seu primeiro jogo.

Mas enfim, a Copa ainda está no início e as previsões, por mais mirabolantes que sejam, podem acabar dando certo. Considerando que essa fórmula doida coloca a Taça nas mãos do Brasil, eu estou inclinado a achar que ela faz todo sentido do mundo!

Fonte: Information is Beatiful

Postado por Tags: , , , Categorias: Esporte
10813

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

3 Comentários

  1. […] Post: O Significado das Cores da Bandeira do Brasil – 24.793 Top Post criado neste mês: Porque o Brasil Vai Ser Campeão – Infográfico – 1.575 Pageviews: […]

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Antonio Carneiro, Drache Havoc. Drache Havoc said: http://bit.ly/9GkNbc → toma […]

Deixe uma resposta