Vi uma criativa lista no io9 que falava sobre os prisioneiros mais perigosos da ficção-científica, e gostei da idéia. Mas alterei-a bastante: retirei alguns que não conheço ou discordo (Princesa Leia??) e acrescentei outros, que acredito serem mais interessantes.  E claro que além de modificar os nomes listados, criei um novo texto.

Ah, sim: a minha lista enumera não apenas prisioneiros perigosos, mas também outros que não representam uma ameaça física tão grande, mas que são importantes o suficiente pra não serem esquecidos.

SNAKE PLISSKEN

Kurt Russell em Fuga de Nova York (Escape from New York)

O personagem esteve em outro filme, Fuga de Los Angeles, mas nada se compara ao original. O filme é bem legal e o personagem é casca grossa! Você não gostaria de deixar o Snake contrariado, acredite em mim.

No filme, a ilha de Manhattan foi cercada e convertida em presídio, uma espécie de terra de ninguém onde as gangues dominam. Infelizmente, o avião do Presidente dos EUA cai lá e nem o governo tem coragem de ir salvá-lo. Então, fazem um trato com Snake Plissken, que cumpria sentença na cadeia: ele entra na ilha e resgata o chefe de estado (dentro de um prazo curtissimo) e ganha a liberdade. Se falhasse, ele morreria. Eles pensavam que tinham o Snake nas mãos… pobres tolos.

KHAN NOONIEN SINGH


Ricardo Montalban em Jornada nas Estrelas  (na TV: “Star Trek: Space Seed” / no Cinema: Jornada nas Estrelas: A Ira de Khan – Star Trek II: The Wrath of Khan)

Esse personagem surgiu na TV, na série clássica de Jornada nas Estrelas e reapareceu no cinema, em um dos melhores filmes da franquia. Tanto é que muita gente gostaria que ele voltasse a enfrentar Kirk no próximo filme dessa nova versão do JJ Abrahms.

Inteligente, forte e resistente, Khan é fruto de experiências genéticas e através da política e da guerra, conquistou meio mundo no século XX. Depois de preso, no entanto, foi exilado para o espaço profundo (juntamente com seu alto comando) em uma pequena nave, congelado em animação suspensa. Acordado pela tripulação da Enterprise, voltou para aterrorizar o século XXIII. Fundou uma colônia em um planeta distante, roubou uma nave da Federação e uma das armas mais destruidoras do universo Star Trek: Genesis. Ficou conhecido como o homem que provocou a morte do Spock e sacaneou o invencível Kirk, o qual só restou desabafar no comunicador: KHAAAAAAN!

RICHARD B. RIDDICK

Vin Diesel em Eclipse Mortal (Pitch Black)

Uma nave cai em um planeta deserto e só 10 pessoas sobrevivem. Mas não por muito tempo: ali vivem criaturas saídas de um pesadelo, que caçam e devoram qualquer ser vivo. A boa notíca é que elas só saem no escuro e o planeta tem 3 sóis. A má notícia é que ele vai mergulhar em um eclipse que durará um mês. A esperança do grupo recai exatamente sobre o misterioso criminoso Riddick, que além de durão, teve seus olhos cirurgicamente alterados para enxergar no escuro. Confiar suas vidas em um assassino não é muiro reconfortante, mas se alguém tem condições de sobreviver a qualquer coisa, esse alguém é Riddick. Ah, e faça o favor de não tentar traí-lo, ou os monstros do planeta vão parecer fofinhos em comparação.

O personagem é carismático e bem interessante, o que fez com que ele aparecesse em outro filme (As Crônicas de Riddick), onde ficamos sabendo mais sobre ele e seu passado. Mas esse filme já não foi grande coisa.

ZOD

Terrence Stamp em Super-Homem II (Superman II)

Esse general kriptoniano é um dos maiores adversários do Superman (ou como dizia-se na minha época: Super-Homem). Zod e mais dois comparsas foram julgados ainda em Kripton e, graças a atuação firme do pai do Super-Homem, foram considerados culpados e exilados para a Zona Fantasma. Dessa forma, sobreviveram ao fim do seu planeta natal.

Mais tarde conseguiram escapar dessa prisão e ainda chegaram à Terra, onde os humanos tiveram que enfrentar 3 super-homens do mal em busca de poder supremo. Mesmo contando com a ajuda do Superman, eram 3 contra 1. O resultado? Ajoelhe-se perante Zod!

TRIPULAÇÃO DA MOYA

Diversos, em Farscape

Farscape foi uma das melhores séries de ficção-científica que já vi, e retrata não apenas um prisioneiro fugitivo, mas toda uma tripulação multi-racial, inclusive a própria nave (que é viva)!! Moya, era uma espaçonave prisão dos Peacekeepers que escapou, juntamente com todos os outros prisioneiros.

Um dos fugitivos era o astronauta da Terra, John Crichton, que de bobo-da-corte no início, acabou dominando o poder dos wormholes e levou terror aos corações dos mais terríveis impérios da galáxia.

MISFITS

Diversos, em Misfits

Esses cinco jovens britânicos cometeram pequenos delitos e foram condenados a realizar serviços comunitários. Porém foram atingidos por um raio em uma estranha  tempestade, que concedeu poderes especiais a eles. Porém, eles não estão interessados em vestir uma máscara e uma capa e sair salvando o mundo. Pelo contrário, se conseguirem chegar inteiros ao fim do dia, já podem se considerar vitoriosos (afinal, o raio não atingiu apenas eles).

Essa criativa série encerrou sua primeira temporada com apenas 6 episódios, como é comum em seriados britânicos. Mas a segunda temporada já foi confirmada e está em produção.

SIMON PHOENIX

Wesley Snipes em Demolidor (Demolition Man)

Assim como Khan, Simon implantou terror no século XX e como pena foi congelado – apenas para ser acordado e aprontar no futuro. Para detê-lo, descongelam outro prisioneiro, o policial que o havia capturado antes, interpretado pelo Sylvester Stallone. Numa megalópe futurística que desconhece violência e até o palavrão gera multa, o duelo entre esses dois causa muito pânico e destruição.

O futuro mostrado nesse filme é bem interessante, com carros que dirigem sozinhos, diferenças sociais escondidas e um banheiro sem papel higiênico, substituído por um intrigante sistema de “3 conchas”.

THX

Robert Duvall em THX 1138

Em um futuro distante, a humanidade vive em cidades embaixo da terra e a sociedade é controlada através de drogas que regulam até mesmo as emoções. THX 1138 se liberta desse controle, se apaixona e engravida uma amiga. Como resultado, são jogados na cadeia pelos policiais robôs, para serem torturados e questionados. No entanto, logo escapam com ajuda de um outro prisioneiro.

Esses 3 prisioneiros carecas e desarmados são perseguidos como se fossem uma verdadeira ameaça à toda sociedade. E talvez sejam realmente.

JAMES COLE

Bruce Willis em Os 12 Macacos (Twelve Monkeys)

Novamente, a humanidade vive no subeterrâneo. Dessa vez o motivo é explicado: um vírus dizimou a maior parte da população. Então os cientistas tem a idéia de enviar alguém para o passado de forma a estudar o vírus antes da mutação fatal. Eles enviam Bruce Willis, que como prisioneiro não tinha muito a perder. Mas ao chegar no passado (nosso presente), ele acaba preso novamente, dessa vez num hospício.

Será que ele conseguirá salvar a humanidade? Será que ele se importa? Será que ele ao menos sabe o que está acontecendo?

BEN RICHARDS

Arnold Schwarzenegger em O Sobrevivente (The Running Man)

Filme de 1987, mas que parece mais atual do que nunca: retrata uma sociedade onde o governo assume cada vez mais atitudes totalitárias, aceitas por uma população encurralada entre a violência e a crise econômica. Programas de TV ajudam a alienar as pessoas, inclusive um em que condenados à morte lutam pelo perdão contra super-gladiadores equipados com armas exóticas.

Nesse filme em que Schwarzenegger se encontrava em sua melhor forma e ainda repetia o bordão “I’ll be back”, ele interpreta um policial de Los Angeles que é acusado injustamente de massacrar uma multidão inocente. Convocado para o show dos gladiadores mortais, ele acaba com a raça de todos eles, do apresentador, limpa o seu nome e ainda revela a farsa por trás do programa.

THOMAS ZAREK

Richard Hatch em Battlestar Galactica

Quando os cilônios (cylons, para a nova geração que não gosta de traduções) praticamente dizimou a humanidade, umas poucas naves conseguiram fugir. Entre elas, uma nave prisão repleta de condenados.

Não me perguntem porque raios colocaram motores para viagem interestelar em uma nave-penitenciária, mas o fato é que ela tinha. E dessa forma, um bom número de sobreviventes, que deverão ajudar a construir uma nova sociedade humana, são exatamente pessoas que desafiaram a sociedade tradicional. Dentre eles, o destaque é para Zarek, que de terrorista passou a político da oposição e acabou eleito Vicee-Presidente!

Mas acho que eu acabei incluindo ele nessa lista porque o ator que o interpreta fazia o Capitão Apolo na versão original de Galactica – Astronave de Combate, versão que eu adorava.

River Song

Doctor Who

Sabemos pouquissimo sobre essa mulher, mas temos duas certezas: ela é encarcerada em algum ponto do tempo (e vive fugindo) e ela sabe mais coisas sobre o Doctor Who do que ele próprio. Vilã ela não é, mas parece ter feito algo realmente terrível. Além disso, apresenta uma estranha intimidade com o Doutor, fazendo crer que eles chegaram até mesmo a casar no futuro.

Frank Warren

Rutger Hauer em Aliança Mortal (Deadlock ou Wedlock)

Após roubar diamantes e ser traído por sua noiva e seu melhor amigo, ele foi atirado nesse xilindró em que cada prisioneiro usa um colar explosivo conectado ao colar de outro prisioneiro, sem que se saiba qual é o seu parceiro. Se os dois se afastarem mais de 100 metros um do outro, os colares explodem, arrancando suas cabeças. Seu objetivo: descobrir seu parceiro, fugirem dali, recuperar os diamantes escondidos e se vingar dos traídores, tudo sem ter sua cabeça detonada.

O filme não é lá essas coisas, mas tem Rutger Hauer e essa criativa “algema wireless”.

John Henry Brennick

Christopher Lambert em A Fortaleza (Fortress)

O seu crime foi engravidar a própria esposa em uma época que o controle populacional era feito com punho de ferro. Por isso, ele e sua esposa foram jogados em uma fortaleza-prisão por 31 anos. Lá, ele enfrenta outros prisioneiros e o aparato da prisão: lasers, canhões de neutrons, scanners da mente, tortura, lavagem cerebral e até um objeto inserido em seu estômago que além de rastreá-lo serve para induzir a dor e pode até explodir. Isso não impede que ele fuja e ainda leve sua esposa e ensine uma lição ao diretor da prisão.

Ah, o personagem ainda apareceu numa continuação, em uma prisão espacial, mas o segundo filme é chato.

Postado por Tags: , , , Categorias: Curiosidades, TV & Cinema, Variedades
10978

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

9 Comentários

  1. JesseJames disse:

    Snake Plissken é o melhor da lista com certeza ele “apagando” tudo no final é impagavel!
    lembrem-se nunca mexam com snake!

  2. Everton Lins disse:

    Faltou o Dr. Richard Kimble!

  3. […] Post: O Significado das Cores da Bandeira do Brasil – 4.027 Top Post criado neste mês: Top Prisioneiros da Ficção-Científica – 1.239 Pageviews: […]

  4. Abocadolixo disse:

    Falou o Michael Scofield da sárie Prison Break!

  5. […] This post was mentioned on Twitter by Cine Alagoas, Antonio Carneiro. Antonio Carneiro said: Novo Post: Top Prisioneiros da Ficção Científica (http://bit.ly/bouAVT) […]

Deixe uma resposta