Você já foi mordido por um zumbi hoje?

Atualmente, os zumbis ganharam um grande impulso no imaginário popular. O sucesso do livro Orgulho e Preconcento e Zumbis, inagurou um novo gênero da literatura. A inesperada série de histórias em quadrinhos de super-heróis zumbificados Marvel Zombies surgiu como uma piada, mas agradou tanto que gerou diversas continuações e estabeleceu um novo (mais um) universo paralelo Marvel. E a série  televisiva The Walking Dead, baseada na excelente HQ de mesmo nome, bateu recordes de audiência. Até Geroge Lucas percebeu esse potencial e aprovou a zumbificação de Star Wars. É seguro dizer que a zumbimania está rivalizando com a vampiromania, se já não a ultrapassou. (UPDATE: Zumbis ganharam até uma entrada na Enciclopédia Stanford de Filosofia!)

Eu fico feliz, pois sempre fui fã dos zumbis, em suas diversas e variadas versões. O meu medo, porém, é que assim como aconteceu com os vampiros, o excesso de exposição e a “criatividade” infeliz de algumas pessoas deem luz a algumas bizarrices ou heresias, como as mostradas abaixo:

  • Que tal zumbis vegetarianos, cintilantes e delicados, que se apaixonam por humanos? A capa do livro seria negra, com um cérebro meio mordido iluminado por uma luz avermelhada ao centro…
  • Alguém falou em zumbis-vampiros? Mortos e imortais, comedores de cérebro e bebedores de sangue, com consequências imprevisíveis. Pelo menos as suas festinhas de fim de ano seriam animadas!
  • Religião e Mortos-vivos, não poderia faltar: Zumbis crentes, que só comem depois de casar. Zumbis Testemunhas de Jeová que se recusam a profanar seus corpos decompostos com sangue e entranhas dos humanos. Padres zumbis, que só comem criancinhas.
  • Trama mais elaborada, com mega-produção estrelada por Keanu Reeves: Cientista com consciência ambiental, trabalhando em uma obscura ONG,  produz massa encefálica em laborátorio usando células tronco. Na prática, ele produz cérebros artificiais para serem consumidos pelos zumbis que mantém em cativeiro para experiências. Mas algo dá errado e eles escapam. Um animal selvagem sempre será selvagem e um zumbi sempre será um zumbi.
  • Continuação de baixo orçamento, lançada direto em video, estrelada por Dwayne The Rock Johnson: Irmão do cientista do filme anterior continua suas pesquisas, porém substituindo a ração de cérebros de laboratório por uma criação de bovinos alterados geneticamente. Inserindo DNA de células cerebrais no núcleo central de suas células reprodutivas, ele criou carne de vaca com gosto encefálico, usada na alimentação das cobaias-zumbis. O que ele não esperava é que os bois sofreriam mutação, criando uma manada selvagem e hiper-inteligente de ZUMBOIS!

O ataque do Zumboi

Postado por Tags: , , , Categorias: Humor, Variedades
13420

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

7 Comentários

  1. Mario Jorge disse:

    Antonio Carneiro mais uma vez sem remedios, como lembrou um dos comentadores a cima…
    Agora alguns filmes de zumbis feitos recentemente que também poderiam ser citados,e que merecem ser visto mesmo que por uma curiosidade morbida.
    1-Dead snow (zumbis nazistas)
    2-Night of the Living Jews(judeos zumbis)
    3-Colin(o filme acompanha a jornada de um zumbi , e não dos sobreviventes)
    4-Otto(zumbi gay)
    5-Zombie Honeymoon(um casal composto por um zumbi e uma humana)

  2. […] This post was mentioned on Twitter by Eudes Honorato and Antonio Carneiro, Antonio Carneiro. Antonio Carneiro said: Dá uma olhada nisso: Idéias para filmes de zumbis que NÃO gostaríamos de ver (http://bit.ly/i5J9OU) […]

  3. Ficou faltando citar o filme de zumbis mais legal do ano, Zumbilândia.

  4. Creio que acabaram os remédios do Sr. Carneiro. Mais um post alucinogênico como este e serei obrigado a solicitar interdição psiquiátrica.

Deixe uma resposta