Compilação das motociletas mais marcantes do cinema e da televisão.

Depois do sucesso da lista Top Motos dos Desenhos Animados, eu havia prometido uma listagem semelhante com motocicletas live-action, ou seja, de seriados e filmes. A lista está organizada por origem. Dessa forma, as diversas versões da Batmoto, por exemplo, estão agrupadas na mesma posição. É uma lista bem doida, que vai de Jaspion à Easy Rider, por exemplo, mas garanto que aqueles que gostam de motos devem gostar e ainda vão reclamar que alguma ficou de fora.

Jaspion

A moto do herói espacial japonês Jaspion, Allan Moto Space ou Iron Wolf em inglês, pode alternar em modo de vôo e de solo, além de possuir dois canhões laser e um visual que impõe respeito aos adversários.
Podem chamar de saudosismo ou de nipo-trash, mas a verdade é que poucas motos dessa lista teriam condição de enfrentar essa e sair inteira. Olha que eu curtia muito mais os Changeman, só que sempre achei a armadura e a moto do Jaspion bem mais legais!

Black Kamen Rider

black2

Outro herói japonês que sempre será associado à sua moto é o Black Kamen Rider. Ele tinha duas excelentes motos:
A Battle Hopper é uma moto orgânica! Como diz seu nome, ela é parecida com um gafanhoto e foi construída para servir a ambos os Imperadores Seculares. Ela vem quando é chamada, pode falar e se auto-conserta quando é danificada. Algo como uma mistura de Supermáquina com o Wolverine ou, pra quem lembra de Farscape, uma Moya sobre 2 rodas.
A Road Sector pode levantar um escudo para colidir com mutantes ou arrebentar paredes. Ela também vem quando o Kamen Rider Black chama.
Eu não via esse seriado, mas sempre achei muito legal o visual de inseto do herói e sua moto.

 

Star Wars

speedbike

Sempre gostei destas “belezinhas”, desde que vi a famosa cena de perseguição em O Retorno de Jedi. As speeder bikes não tinham rodas, então tecnicamente acho que eu não deveria chamá-las de motocicletas. Mas se considerarmos um carro voador como sendo um carro e não um avião ou helicóptero, então podemos incluir uma speederbike na lista como sendo uma moto futurista.
Elas voam a baixa altura, flutando sobre a superfície. Isso faz com que o passeio numa delas seja bem confortável, evitando os solavancos causados por uma estrada esburacada, por exemplo. No Brasil seria um sucesso de vendas!
Alcançam velocidades incríveis e podem ser equipadas com armamento pesado. São extremamente fáceis de manejar, com controles intuitivos. Até mesmo um Ewok é capaz de pilotar uma.

Tron

Moto de Tron original Tron_legacy_lightcycle_2nd_gen tron_legacy_lightcycle-1280x960

Ao contrário da Speeder Bike, essa moto futurista  – LightCycle – tem duas rodas. Mas tem uma pegadinha: ela só existe no mundo virtual, dentro de computadores e jogos eletrônicos. Algumas versões mais modernas podem até rodar fora da Grid dos jogos, mas sem deixar o “mundo de Tron”.
Ela possui uma característica muito marcante: quando usada na arena de jogos,  constrói muros coloridos por onde passa, que só desaparecem quando a moto – e seu piloto – é destruída.
Capaz de fazer curvas de 90 graus, essa moto possui em sua versão 1.0 uma espécie de cabine que protege o seu piloto. Na versão mais moderna, essa cabine não existe, o que permite aos competidores da arena realizar ataques diretos aos seus adversários.
Extremamente portátil, a moto surge a partir de um pequeno bastão que é usado também para controlá-la.
Uma versão intermediária foi criada artesanalmente, não podendo ser “recolhida” de volta ao bastão. Essa versão, porém, é a mais veloz das LightCycles, combinando a proteção da cabine do modelo antigo com o design mais arrojado das modernas.

Timerider

timerider

Essa moto foi onde nenhuma moto jamais foi: viajou no tempo, indo do final do século XX para o ano de 1877.
Infelizmente, ela não era nenhum DeLorean: Em Timerider, um filme de 1982, a viagem foi acidental: seu piloto entrou no campo de ação de uma experiência temporal.
A moto em si era uma cross-country bem simples (Yamaha XT 500 1977), sem nada que chamasse a atenção visualmente. Mas era dotada de um link-protótipo entre ela e o capacete do piloto.

CHiP’s

CHiPs

California Highway Patrol, ou simplesmente, CHIPS. É impossível pensar numa lista de Top Motos e não incluir as dos policiais rodoviários Jon Baker e Frank Poncherello. Eles pilotavam motos Kawasaki KZ-900P e KZ-1000P (o P é de Police).
Eu amava essa série dos anos 70/80, então nem vou falar muito dela aqui porque renderia um post exclusivo. Mas não poderia deixar de fora pelo menos algumas curiosidades: (1) Durante toda a série, Jon e Ponch jamais sacaram suas armas. O único policial a sacar (3 vezes) foi o Baricza. (2) Os códigos de rádio da dupla principal eram LA 7-Mary 3 e LA 7-Mary4. (3) As cenas de acidente foram filmadas em trechos de auto-estradas que estavam em construção, ou seja, ainda não estavam abertas ao público.

Exterminador do Futuro

Moto de Exterminador do Futuro 2 Moto de Exterminador do Futuro Salvation

Toda a franquia do Terminator dá bastante destaque para as motos, desde a lambretinha da Sarah Connor no primeiro filme até às motos-robôs de Salvation. Mas a “bike scene” que mais chamou a atenção foi no filme de 1992, Exterminador do Futuro 2, quando o Arnold Schwartzenegger está pilotando uma Harley-Davidson Fat Boy fugindo do enorme caminhão que o T-1000 dirigia.

Mesmo assim, estou incluindo uma foto da moto exterminadora porque a idéia faz sentido: por que fazer um robô que pilota motos, quando a própria moto pode ser um robô?

Motoqueiro Fantasma

hell cycle

Outra moto que chama a atenção é a Hell Cycle, pilotada pelo Motoqueiro Fantasma nos quadrinhos e no cinema. Na primeira mídia, ela tem rodas inteiramente de fogo, enquanto na segunda as chamas apenas recobrem o pneu. O importante é que ela capaz de percorrer superfícies líquidas, verticais e até realizar viagens interdimensionais.
Praticamente indestrutível, quando atingida consegue se regenerar e ainda utiliza um combustível inesgotável: o fogo do inferno!

Diários de Motocicleta

Che e sua Moto

A bordo de um Norton 500cc chamada La Poderosa Ernersto Che Guevara e um amigo rodam pelo continente sul americano, passando por inúmeros problemas e aventuras, mas em especial conhecendo as injustiças sociais que tanto revoltaram Che e o inspiraram a se tornar o revolucionário comunista que inspirou milhares de pessoas. Embora a motocicleta acabe quebrando, a importância dela é inegável.

Easy Rider – Sem Destino

sem destino

Não podíamos falar de Road Movie com Motocicletas e deixar esse clássico de fora. Um retrato da contra-cultura dos EUA mostrando hippies, drogas, preconceito e outras características que marcaram o final dos anos 60. A dupla de motoqueiros-hippies-traficantes atravessam os EUA a bordo de Harley-Davidson Panheads Choppers 1951 (eram motos policiais modificadas para o filme). A propósito, apesar do nome em português ser “Sem Destino”, eles tinham destino certo: passar o carnaval em Nova Orleans, o famoso Mardi Gras.
Muitos podem achar esse tipo de filme chato, mas eles são importantes para mostrar os problemas que afetam cada lugar, em cada época, servindo não só como entretenimento, mas como um verdadeiro documento. Quando se tornam clássicos, acabam por influenciar a própria cultura que pretendia retratar, virando referência constante.

Fugindo do Inferno

Fugindo do Inferno

Talvez você não lembre pelo nome em português ou no original (The Great Escape), mas é impossível que não tenha visto o filme ou ao menos as referências a ele, com cenas copiadas em Seinfeld, Os Simpsons, Fuga das Galinhas, etc e mencionadas em tantas outra produções.
O filme retrata uma grande fuga em massa de soldados aliados que foram colocados em campo de prisioneiros nazista considerado à prova de fuga, além de mostrar como era a vida no campo, é claro.
Baseado em filmes reais, o filme é muito bom, e o uso de motocicletas é intensivo, com Steve McQueen fazendo quase todos os seus stunts. A cena com motocicleta mais famosa é quando McQueen usa sua TR6 650 Triumph (modificada para parecer 20 anos mais antiga) para pular sobre uma cerca e conseguir e escapar dos nazistas que o perseguiam.

Pulp Fiction

chopper Zed Pulp Fiction

Bem, na verdade, essa não é uma motocicleta. É uma chopper. De quem é a chopper? Do Zed. Quem é Zed? Zed tá morto, cara, Zed tá morto… Bem, brincadeiras à parte, a “Grace” acima é uma FXR personalizada.
Interessante que em um fórum um sujeito perguntou qual era a fonte usada pra pintar “Grace”, pois ele queria pintar na moto dele. Responderam que foi feito à mão-livre (freehand) mesmo, o sujeito volta pra perguntar o que seria isso!

Bat-moto

batmoto da batgirlBatmoto com sidecar batpod

As diversas versões das batmotos merecem destaque, afinal, desde a batcicleta da Batgirl dos anos 60 até arma sobre duas rodas dos filmes mais recentes, este veículo faz parte integral da mitologia do morcego.

Nos anos 60 fomos apresentados a batmoto da Batgirl, uma Yamaha YDS-5E 500c com partida elétrica e equipada com espelhinhos, fru-frus e um enorme laço na traseira.

Quando não usava o batmóvel, o clássico Batman dos anos 60 podia ser visto usando uma Yamaha Catalina 1966 YDS-3 250cc. Ou seja, sua batmoto era menor que a da Batgirl. Mas a dele tinha uma vantagem: um sidecar, onde ia o seu fiel escudeiro, Robin. Este sidecar podia se soltar com um simples toque de botão, dando mais agilidade ao Batman quando fosse preciso. Segundo a lenda, o sidecar não teria controle próprio e quando era solto ninguém sabia onde ou como ele iria parar. Santo Seguro contra Acidentes, Batman! Entretanto, a verdade é que no sidecar ficava um Kart do Robin, que obviamente tinha motor próprio Yamaha de 50 cc, 3 marchas e partida elétrica. E o melhor: freios!

Os filmes dos anos 90 até que mostraram algumas batmotos, inclusive as Hondas pilotadas pelo Robin (Redbird) e Batgirl (Bat-Blade), mas nada de especial. O que merece destaque mesmo é a moto que foi utilizada pelo Batman dos filmes do Christopher Nolan. Ela é tão diferente que até o nome mudou: Batpod. Ela pode ficar acoplada no Batmovel (que também é bem diferente do que estamos acostumados), servindo como um casulo de fuga deste. Assim como o batmóvel parece um tanque de guerra, a batpod é uma arma com alto poder de destruição, contando com metralhadoras, ganchos e até canhões. O piloto fica deitado de frente na moto, usando seus ombros para dirigi-la, enquanto uma espécie de escudo protege seus braços.

Isso é tudo, pessoal!

E aí, gente, esqueci de alguma? De qualquer forma,posso afirmar que a Batpod, junto com a Lightcicle, são as minhas favoritas da lista acima. E você, qual gostaria de ter?

 

Postado por Tags: , , , , , , Categorias: Curiosidades, TV & Cinema, Veículos
8698

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

3 Comentários

  1. Capacete Bell disse:

    Curto de mais isso

  2. Capacete Bell disse:

    jaspion fez minha infância

  3. […] você curte motos e cultura pop, não esqueça de conhecer as nossas listas Top Motos da Tv e Cinema e Top Motos dos Desenhos […]

Deixe uma resposta