Crônica do cotidiano: Excursões escolares

Outro dia, ao ir pro trabalho, vi uma cena que me chamou a atenção: um grupo de estudantes estava saindo do ônibus para ir ao centro cultural. Os professores tentavam organizá-los gritando: FILA DE TRÊS!!!

Então, pensei que seria muito mais divertido se os professores ensinassem as clássicas formações romanas ou espartanas: FORMAÇÃO EM CUNHAAAA!!!

cosplay romanos

Todo mundo iria querer participar dessas excursões, afinal são as emoções que movem o homem. E se divertindo, acabariam aprendendo. Em vez de excursões chatas e monótonas, ninguém sabe o que aconteceria numa nessas.

Imagine a situação: meia dúzia de pessoas freqüentando o Centro Cultural, um ou outro interessado, outros entediados, quando de repente, escutam um grito na porta:

– ALUNOS DO SÃO MARTINHO…
– ARRUU! ARRUU!

Uma turma de alunos entra com passo cadenciado, batendo as réguas nos cadernos. Eles se dirigem a uma pintura, onde param em atenção enquanto o professor explica seu significado histórico e artístico. Logo se movem para uma grande escultura, a peça central da exposição. Antes que cheguem lá, no entanto, escutam um grito vindo da outra porta:

– Colégio Yakigawaaaa
– HAI!

Alunos da escola japonesa marcaram excursão para o mesmo horário. Ambos os professores ficam imóveis, duelando olhares. Examinam o inimigo, tentando prever o próximo passo. De repente, soltam alguns comandos e os estudantes assumem posições pré-ensaiadas, prontos para chegarem à estátua primeiro.

formação tartaruga

– Hiro, Yoshi, defendam o flanco! Osamu, depressa, pelo meio! – Colocando máscaras ninja, os alunos obedecem com precisão aos comandos.

– Formação Tartaruga! Avançar! – Grita o professor do primeiro grupo. Rapazes erguem seus cadernos, cujas capas imitam escudos romanos. As garotas ficam mais atrás, com elástico e clipes, mirando nos rivais.

A escola oriental com movimentos rápidos e silenciosos consegue chegar primeiro à estátua, mas enfrenta dificuldades em manter o lugar. A escola Greco-romana está em maior número e mais bem equipada. Sob novas ordens, os alunos fazem um círculo de mochilas a sua volta, uma trincheira para defender sua posição até reforços chegarem.

– O ônibus com os alunos do Ensino Médio chegará daqui a pouco. – Disse o Sansei da Yakigawa, enchendo de esperança seus alunos.

– FOGO GREGO!! – grita o rival. Os alunos pegam folhas de papel dos seus cadernos, enrolam e já iam atear fogo quando são interrompidos por homens de preto que invadem o centro cultural, usando chapéus de formatura (capelos) e óculos escuros.

– Todos parados! UPP: Unidade de Pacificação de Professores! Larguem seus cadernos e canetas!

Em fila, alunos e estudantes entregam suas armas, digo, seu material de estudo. Sob supervisão das autoridades, são guiados pelo resto da exposição de forma que uma escola não ocupe a mesma ala que a outra.

– Hoje você me escapou – pensou o professor da São Martinho. – Mas mês que vem tem uma exibição de obras de Escher na cidade. Nós nos encontraremos de novo, Yakigawa, aí veremos qual é a melhor escola!

Postado por Tags: , , , , , , Categorias: Contos & Crônicas, Editorial, Humor
16071

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

1 Comentário

  1. Vou pedir pra Vê conferir que remédios tu está tomando, os sintomas estão piorando.

Deixe uma resposta