Cinco modernizações polêmicas

A tecnologia é nossa amiga, e se não fosse por ela, ainda viveríamos em desconfortáveis cavernas. Mas infelizmente nem tudo que fazem para melhorar tem o efeito esperado e acaba piorando o que antes já estava bom. Eu consegui pensar em alguns casos que vinham me incomodando e precisava desabafar aqui. E vocês, lembram de algo que era melhor antes de ser “modernizado”?

1 – MS Office

O Office 2003 era ótimo. Por que razão mudar todos os menus nas versões 2007 e 2010? Parece que foi só para dificultar a vida dos usuários. Especialmente se consideramos que a maioria não tem informática na veia e encontra muita dificuldade diante de alterações mínimas (é só ver a resistência ao uso das versões gratuitas, como o Open Office). Foi uma bola fora da Microsoft, mas não a única, afinal quem não se lembra do Windows ME e do Vista?

menu office

2 – Letreiros Eletrônicos em Cinema de Rua

Querendo passar “modernidade”, os cinemas de rua trocaram seus tradicionais letreiros onde anunciavam os filmes em cartaz por diminutas e elegantes versões eletrônicas. Além de ter letras menores e de difícil visibilidade, agora a pessoa precisa ficar um tempão parada na rua esperando para ver todos os filmes e horários, enquanto antigamente podíamos visualizar todas essas informações de uma vez, mesmo passando rápido dentro de um ônibus (isso sem falar que nem sempre os letreiros estão ligados).
Bônus: Letreiros eletrônicos em ônibus nem sempre ajudam também. Dependendo de como foram programados ou da sua visibilidade, podem tornar mais difícil identificar a linha.

letreiro antigo de cinemaletreiro eletrônico de cinema

3 – Carros

Antes, com um clipe torto e um chiclete mastigado, as pessoas consertavam um fusca. Hoje, com injeção eletrônica, câmbio automático, etc. você precisa de um mestrado! Além disso, o fusca enfrentava qualquer coisa, enquanto os carros modernos são cheios de frescuras que os deixam “desregulados”. E dependendo do modelo, espere sentado pelas peças de reposição.

carro velho valente

4 – Terminal automático de banco

Sim, eles ficaram mais bonitos e cheios de recursos (e de propagandas que podem induzir a adquirir um serviço que não queríamos de verdade). Mas antigamente você passava o cartão e digitava senha. Agora tem que inserir o cartão, esperar, retirar, digitar senha numérica, digitar senha de letras, inserir cartão de novo, ficar em um pé só e assoviar a versão Techno de Atirei o Pau no Gato. Isso tudo em nome da segurança. Mas que segurança? Continuam clonando cartão, roubando senhas e na pior das hipóteses colocam uma arma na sua fuça e o obrigam a sacar todo o dinheiro (e imagina cumprir esses rituais com a vida ameaçada?).

ATM caixa eletrônico

5 – Central única de atendimento telefônico

A intenção era boa: direcionar as ligações recebidas para uma central equipada para receber muitas ligações e realizar o atendimento através de pessoas especialmente treinadas para isso. Na hora de levantar estatísticas também deve facilitar. Entretanto, na prática, isso mais atrapalhou do que ajudou. Se quero ligar especificamente para um cinema, não quero ser atendido por uma máquina ou por uma pessoa que não pode me ajudar com a informação que eu quero, porque ele está bem longe de lá. O mesmo vale para farmácias ou lanchonetes. Vai que o entregador errou no pedido? Seria muito mais rápido ligar direto para loja do que para uma central. Deveríamos ter a opção de ligar pra central telefônica ou para a loja específica que queremos.

central única de atendimento telefônico

 

Postado por Tags: , , , Categorias: Ciência & Tecnologia, Curiosidades
15925

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta