Combate ao Câncer de Mama – Informe-se e previna-se

casa branca rosada cancer de mama

O dia 19 de outubro é conhecido com o Dia Internacional da Luta Contra o Câncer de Mama. No entanto, o mês inteiro é marcado por ações em todo o mundo na luta contra este tipo de câncer, ficando conhecido como ‘Outubro Rosa’. Uma das armas mais importantes, além das visitas médicas regulares e exames periódicos, ainda é a informação. Mudanças básicas no modo de vida, adoção de atitudes mais saudáveis no dia-a-dia e conhecimento dos fatores predisponentes podem ser cruciais na prevenção da doença.

É o tipo de câncer que mais atinge as mulheres, tendo apresentado tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento uma elevação no número de casos. A mortalidade ainda é relativamente alta, tendo como um dos principais fatores o diagnóstico tardio e a redução das chances de cura devido ao estágio mais avançado de desenvolvimento do tumor.

Como já citado anteriormente, medidas comportamentais de prevenção são muito importantes para afastar o risco da doença. Segundo a Revista Saúde, a comunidade médica aposta nos seguintes cuidados:

• Na hora das refeições, ao abusar dos vegetais e grãos integrais, você irá garantir fibras, que são capazes de amenizar a ação do hormônio estrogênio, que está associado ao desenvolvimento do tumor. Além do mais, vegetais e grãos integrais são ricos em substâncias antioxidantes, que são fundamentais no combate aos radicais livres, que provocam envelhecimento celular precoce.

• Reduza a gordura animal no cardápio. Como a gordura animal é rica em colesterol, ajuda a fabricar o estrogênio.

• Uma hora de prática de atividade física por dia reduz as chances de tumor mamário em 18%. Trinta minutos de atividade física por dia reduzem em 10% as chances de desenvolvimento desse tumor.

• Informar-se sobre medicamentos: o tamoxifen, uma droga hormonal, pode ser indicado para mulheres com alto risco. Lembre-se, no entanto, que todo medicamento deve ser prescrito por um médico, após rigorosa avaliação dos fatores de risco.

• Além de derrubar o risco de infarto, beber um drink por dia (não mais que isso) pode afastar o mal, segundo alguns médicos. Outros, no entanto, associam um maior risco de desenvolvimento da doença quando se tem o uso do álcool.

É importante que a mulher em pós-menopausa que faz terapia de reposição hormonal esteja ainda mais atenta aos riscos do desenvolvimento do câncer de mama, uma vez que o estrogênio está associado ao desenvolvimento do tumor. Uma boa alternativa é tomar os devidos cuidados durante a vida fértil para que, entrando na menopausa, os tecidos sensíveis ao estrogênio (que sofre uma severa queda em seus níveis após o término da vida fértil feminina) não estejam tão fracos, e então a necessidade de reposição hormonal seja adiada e possivelmente descartada.

Prevenir é sempre a melhor opção e, nesse caso, está literalmente em nossas mãos. Faça o autoexame mensal, consulte o médico regularmente, cuide da alimentação e dos hábitos de vida.

____________________

O post acima na verdade foi escrito por uma leitora do blog, que reparou que ao contrário do ano passado, quando postamos um especial sobre o mês mundial de combate ao câncer de mama, neste ano ainda não tinhamos aderido à campanha. E assim como ela, você também pode colaborar, enviando temas, sugestões ou mesmo o texto inteiro para divulgarmos.

Postado por Tags: , , , , Categorias: Utilidades
17180

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

1 Comentário

  1. […] Nota do Editor: O post acima foi escrito na verdade por uma leitora do blog, não por mim. Ela já contribuiu anteriormente com outro assunto que, assim como esse, inicialmente alguns julgariam de interesse apenas feminino, mas que tem importancia para todos: cancêr de mama. […]

Deixe uma resposta