Afinal, como devemos traduzir “prequel” no Brasil? Prólogo, prelúdio, prequela ou prequência?

Quando um filme continua a ação iniciada em uma obra anterior, é fácil traduzirmos “sequel” para “sequência”. Mas como nos referimos, em bom português, ao filme ou série que se passa cronologicamente em período anterior, como no caso das trilogias de Guerra nas Estrelas?

prologo preludio

Um rápida busca na internet nos vai indicar que a tradução seria prequela. Entretanto, esse vocábulo só existe no português lusitano. Uma simples consulta no site da Academia Brasileira de Letras mostra que essa palavra não existe no vocabulário nacional. E faz sentido, já que não falamos sequela e sim sequência para uma continuação.

A palavra prequência seria uma tentativa de aplicar a lógica, substituindo as duas primeiras da palavra sequência pelo prefixo PRÉ. Mas além de formar uma palavra muito feia, isso não pode ocorrer, já que o SE não é um prefixo. Prova disso, é que novamente o site da ABL mostra que essa palavra não existe.

Ficamos então com prólogo e prelúdio. Qual seria a certa? Bem, segundo algumas fontes (Editora Schoba, dicio1, dicio2, Sinônimos), não só essas palavras seriam sinônimas como também se poderia usar prefácio, preâmbulo, preliminar e até proêmio! Por costume, prefácio e preâmbulo são usados na literatura, assim como prólogo. Este último também é muito usado no teatro. Prelúdio é mais usado na música. Preliminar é mais utilizado no esporte. Mas não são regras, são todos sinônimos. Então, qual seria o certo? Bem, se tanto faz falar SEIS como MEIA DÚZIA, você é que decide qual usar!

Para que todos não fiquem te olhando torto, seria interessante usar a mais utilizada pelas pessoas. Assim, creio que proêmio tá fora. Das 100 pessoas que responderam nossa enquete, o resultado foi esse:

6º lugar – Prequência – 5% – Foram pela falsa lógica. Devem ser aquelas pessoas que num teste de múltipla escolha marcam a resposta mais escalafobética, porque “se é tão estranho assim, deve ser o certo”.

5º lugar – Prólogo – 9% – Essa foi a minha opção em particular. Acredito que é uma palavra que soa melhor, enquanto seu significado está 100% correto. Além disso, TV e cinema estariam, em geral, mas relacionados com teatro do que com a música.

4ºlugar – Prelúdio – 10% – Como esperado, ainda não há um consenso sobre qual palavra devemos usar mais: prelúdio ou prólogo. Acho esta meio pesada, talvez me lembre de lúgubre. Mas seu significado também está correto, então realmente vai ao gosto do freguês.

3° lugar – Prequela – 12% – Interessante como essa opção ficou bem posicionada. Não sei se tivemos alguns portugueses votando ou se isso foi fruto de uma pesquisa bem ligeira no Google/Wikipédia.

2º lugar – Caça-Níquel – 14% – Um grande número de visitantes lembra que “se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume”.

1º lugar – Sei lá, não enche! – 50% – E exatamente metade dos visitantes se deram ao trabalho de responder à enquete com essa pérola bem humorada, mostrando como o brasileiro está tããão preocupado com essa questão!

Postado por Tags: , , , , , Categorias: Arte & Cultura, Curiosidades, TV & Cinema
21052

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

4 Comentários

  1. jic disse:

    Ora pois, podia ter esperado só mais um pouquinho para completar aniversário
    a “celeuma” se fez por esse post:http://newserrad.com/2011/02/01/hq-fringe/

    cá por mim, embora uma língua seja dinâmica e viva, não é exatamente democrática; se está errado, está errado

    ainda fico com “preqüela” (e não concordo com o Acordo Ortográfico em abolir os diacríticos diferenciais e trema)
    http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=preqüela

    aguardamos a nova “pesquisa” =D

Deixe uma resposta