Esse castelo renascentista fica no sul da Eslovênia, mais especificamente na vila de Predjama e a 11 km da cidade de Postojna.

castelo predjama na eslovência

Neste local, no século XIII, um nobre alemão construiu um típico castelo gótico medieval. Ele se aproveitou de um paredão natural rochoso que forma uma espécie de arco enorme para servir como proteção extra ao seu castelo.

No século XV, o castelo estava nas mãos de um “barão ladrão” chamado Erazem Luegger, ou seja, ele era um nobre que desobedecia determinações do Sacro Império Romano-Germânico: cobrava pedágios que não existiam, impostos acima do permitido, saqueava caravanas, entre outras coisas que os políticos de hoje estão acostumados a fazer sem medo de sofrerem maiores consequências.

Um dia, esse nobre matou um comandante importante do Imperador Frederick III e percebeu que a coisa iria ficar preta. Mas não abaixou a crista. Aliou-se com o rei húngaro e passou a atacar as terras do imperador. Furioso, o imperador decretou a morte do abusado. Este se refugiou em seu castelo com fama de inexpugnável, o Predjama. Imagino até o cara na janela fazendo careta e dizendo “nhem nhem nhem, não me pegaaa”.

De fato, o castelo aguentou o cerco tranquilamente por um ano. Pra provocar o exército atacante, os soldados de Luegger ainda atiravam cerejas fresquinhas nos inimigos. Como eles podiam arrumar provisões novas num castelo completamente cercado? Isso deixava os atacantes doidos. O que eles não sabiam é que a montanha não apenas fornecia proteção ao castelo, mas era cortada por um sistema de cavernas. Uma das cavernas ia do castelo para uma vila próxima, onde Luegger conseguia provisões – e cerejas – pra ficar a vida inteira encastelado.

Como bem sabe o Cebolinha, o problema de todo plano infalível está no fator humano. Assim como o Cascão acaba pondo os planos de derrotar a Mônica por terra, um simples servo traiu o barão espertalhão. Subornado pelo inimigo, eles combinaram um código. Quando o nobre fosse ao banheiro, ele deveria sinalizar com um bandeira hasteada em local visível. Por que isso era importante? Porque ao contrário das paredes do castelo, a “casinha” situada no último andar não era inexpugnável. Uma única bala de canhão e o barão foi pego com as calças na mão. Fim de carreira!

Conquistado, o castelo foi destruído. Mas no início do século XVI ele foi reconstruído por outra família. Infelizmente, um terremoto acabou com ele. Em 1570, finalmente construíram a versão que existe até hoje, no estilo renascentista. Já foi residência de nobres e diplomatas, mas ao término da II Guerra Mundial ele foi estatizado pelo governo iuguslavo e transformado em museu.

castelo europeu

castelo na montanha

Fonte da informação: Wikipédia
Fontes das imagens: Sanakoizumi, SloveniaInfo,

 

Postado por Tags: , , , , , Categorias: Arte & Cultura, Curiosidades
29074

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

Deixe uma resposta