Tsar ou Czar?

Vou direto ao ponto: O monarca soberano da Rússia chamava-se TSAR e não CZAR como vemos sendo usado constantemente hoje em dia. 

Bem, para ser um pouco menos radical, admito que a Academia Brasileira de Letras registra as duas grafias. Entretanto, o Dicionário Antônio Houaiss afirma que a forma preferencial no Brasil deve ser “Tsar”.

Mas como cheguei à conclusão da grafia preferencial, se não sou um filólogo?

Simples, em primeiro lugar verifiquei como se escreve a palavra no alfabeto cirílico original: царь. A primeira letra “ц” pronuncia-se “tz”. A letra “a” tem pronúncia normal e o “p” na verdade é “r”. O mini-b ali no final não possui som.

Finalmente, eliminei qualquer dúvida ao perguntar exaustivamente (ao ponto dele se irritar) a um amigo russo como seria a pronúncia correta. 

Mas, então, de onde vem a grafia Czar?

É uma derivação do termo César, que desde Júlio César passou a ser usado como sinônimo de imperador em diversos idiomas (por exemplo, Kaiser em alemão). A confusão é compreensível, ainda mais se incluirmos o termo latino “imperator”, que é próximo, mas não exatamente igual a imperador. O que não faltam são títulos, cada um com um grau de importância, variação de força e território, e até de quem teria concedido esse poder (os homens, Deus, etc.).

 Antigamente, viamos apenas a grafia “tsar” em textos brasileiros. Mas com o aumento da influência da forma inglesa de grafar nomes próprios, “czar” tem ganhado popularidade a cada ano que passa. 

Tsar, Imperador, Rei… é tudo a mesma coisa?

tsarNão. O termo Tsar é traduzido muitas vezes como Imperador, embora haja quem alegue não existir tradução adequada, como no caso do Xá e do Sultão. Informalmente, o termo também é usado atualmente para designar pessoas com grande concentração de poder. 

De forma resumida, podemos afirmar que os russos e os búlgaros honram com o título Tsar os seus próprios monarcas, os soberanos da antiguidade e os bíblicos. Em contos de fada também aparecem Tsares. O título de rei (korol em russo e kral em búlgaro) é reservado para monarcas ocidentais como o king inglês e o roi francês. Imperadores estrangeiros (alemães, japoneses, brasileiros) são chamados de “imperators” e não “tsares”.

 Os sérvios, croatas e bósnios usam o termo “tsar” para qualquer imperador e “rei” serve para todos os reis, sejam nacionais, estrangeiros, bíblicos, de conto de fadas, etc. Em esloveno e em certos idiomas eslavos, assim como na maioria dos idiomas ocidentais, usa-se palavras diferentes para imperador e para rei, reservando-se “tsar” apenas para os soberanos russos.

29 de Maio

Uma última curiosidade: Em 29 de maio de 2009, fazem 282 anos que Pedro II sagrou-se Tsar da Rússia. Este xará do nosso imperador era neto de Pedro, o Grande.

Fontes: Wiki em inglês, Wiki em português, American Heritage Dictionary, Academia Brasileira de Letras, Wiki em inglês II