Conheça as bandeiras brasileiras através da História: da mais antiga até a atual.

Se você gostou do nosso post que esclarece o significado das cores da bandeira nacional (que não representam as matas, as riquezas, etc), aproveite para conhecer agora as bandeiras que o Brasil já ostentou, desde a Colônia até a República.

Brasil Colônia e Reino

A primeira bandeira brasileira utilizada de fato surgiu apenas quando foi constituído o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Anteriormente não tínhamos uma bandeira exclusivamente nossa: fazíamos uso de bandeiras e símbolos portugueses, utilizados tanto na metrópole como em outras colônias.

O primeiro pavilhão da nossa história, considerando que os nativos não usavam bandeiras nem flâmulas, foi a bandeira da ORDEM DE CRISTO (1332 a 1651).

Bandeira da Ordem de Cristo (1332 a 1651)

A Cruz da Ordem Militar de Cristo estava pintada nas velas das embarcações que chegaram ao Brasil no dia 22 de abril de 1500, e seu estandarte esteve presente nas duas primeiras missas.
A Ordem Militar de Cristo era a sucessora portuguesa da Ordem dos Templários e foi criada pelo Rei de Portugal, D. Diniz em 1319.
Como sucessora dos Templários, a Ordem de Cristo era rica e poderosa. Patrocinou as grandes navegações lusitanas e exerceu grande influência nos dois primeiros séculos da vida brasileira.

Bandeira Real (1500 a 1521)

Bandeira Real (1500 a 1521)

Adicionalmente à Bandeira da Ordem Militar de Cristo, usava-se outra bandeira, que presidiu todos os acontecimentos importantes em terras brasileiras de 1500 até 1521: a Bandeira Real. Era o pavilhão oficial do Reino Português. Ela apresentava, sobre um fundo branco, o escudo real sobreposto à cruz da Ordem. Esse escudo foi presença marcante nas nossas bandeiras até nossa independência e está na bandeira portuguesa atual.

Principado do Brasil (1645 - 1816)

Principado do Brasil (1645 - 1816)

A partir de 1645, todos os herdeiros da coroa portuguesa passaram a usar o título de “Príncipe do Brasil”. O Brasil tornou-se Principado e esta bandeira, de uso exclusivo dos herdeiros, deveria representá-lo. A esfera armilar de ouro (um instrumento de navegação mais antigo que o astrolábio) passou a ser utilizado nas bandeiras de nosso País.

Bandeira do Reino Unido de Portugal Brasil e Algarve (1816 a 1821)

Bandeira do Reino Unido de Portugal Brasil e Algarve (1816 a 1821)

Em 1815, sete anos após a chegada da família real, o Brasil foi elevado a condição de Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarve. A bandeira do Reino Unido foi criada apenas um ano depois, em 13/05/1816.
Embora essa bandeira tenha sido oficialmente extinta em 1822, ela só desapareceu de fato quando a nossa independência foi reconhecida internacionalmente, em 1825.

Outras Bandeiras Reais:

Bandeira de D. João III (1521 – 1616)
Bandeira do Domínio Espanhol (1616 – 1640)
Bandeira da Restauração ( 1640 – 1683)
Bandeira de D. Pedro II, de Portugal (1683 – 1706)
Bandeira Real Século XVII (1600 – 1700)
Bandeira do Regime Constitucional ( 1821- 1822)

Brasil Independente

Bandeira Imperial do Brasil (1822 a 1889)

Bandeira Imperial do Brasil (1822 a 1889)

A bandeira Imperial do Brasil foi estabelecida em 18/09/1822 por decreto do Imperador Dom Pedro I. Criada pelo pintor francês Jean-Baptiste Debret (possivelmente com um ou mais co-autores nacionais). Ela combinava elementos já utilizados, como a cruz da Ordem de Cristo e a esfera armilar com outros novos, como o losango amarelo, aproximando-se da bandeira atual. Ela foi baseada no pavilhão pessoal do então Príncipe-Regente D. Pedro de Alcântara (D. Pedro I).

Bandeira Provisória da República (15 a 19 Nov 1889)

Bandeira Provisória da República (15 a 19 Nov 1889)

De 15 de novembro de 1889 (Proclamação da República) até 19 de novembro do mesmo ano, o pavilhão nacional foi uma bandeira republicana criada por Rui Barbosa, inspirada na bandeira dos Estados Unidos da América. Em seu curto período de vigência, ela só foi hasteada na redação do jornal “A Cidade do Rio” e no navio “Alagoas”, que conduziu a família imperial ao exílio.

Republica Federativa do Brasil - 1889 até hoje

O modelo copiado dos EUA foi vetado pelo monarquista Marechal Deodoro da Fonseca (sim, o mesmo que proclamou a república). Ele sugeriu então um outro modelo inspirado na bandeira imperial.
Não obstante o Brasil ter apresentado diversas bandeiras completamente diferentes durante os primeiros anos da República, o modelo criado por um grupo positivista e adotado oficialmente em 19/11/1889 permaneceu inalterado até hoje, exceto pelo número e posicionamento das estrelas.

Leia mais sobre as bandeiras históricas brasileiras, inclusive o significado dos símbolos e os projetos rejeitados, nos sites que serviram de fonte para esse post: Wikipedia, Exército Brasileiro e Brasil República.

Postado por Tags: , , , , Categorias: Arte & Cultura, Curiosidades
3418

Comentários do Facebook

Possuímos dois sistemas de comentários, você pode escolher o que mais lhe agrada. :-)


Comentários do Blog

24 Comentários

  1. Geraldo Leite disse:

    Informo que nas primeiras décadas do século passado a palavra Brasil era escrita com z, mas depois de uma reforma ortográfica no português, a letra z foi substituída pela letra s, por essa razão é que os países de língua inglesa conservam a grafia antiga, isto é, Brazil

  2. MILTON POSSA disse:

    POR FAVOR, PROCUREM EXPLICAÇÕES SÔBRE AS CORES E FIGURAS DA BANDEIRA
    DO BRASIL NA HERÁLDICA.
    NOSSA BANDEIRA É A UNICA DO MUNDO QUE FAZ UMA HOMENAGEM À MULHER, ATRA
    VÉZ DA FIGURA HERALDICA DO LOSANGO OU LISONJA.NÃO PROCUREM HARMONIA E
    SIM O QUE REALMENTE REPRESENTAM AS CORES.
    OBRIGADO.

  3. Acho que o problema referenta à bandeira do Brasil é que ela tem muitas cores, por isso fica difícil adequar as tonalidades das diversas cores em mais escuras e menos claras para uma harmonia perfeita entre elas.
    Obrigado pela oportunidade.

  4. natty disse:

    olha gente isso me ajudo muito me achem no orkut por **n@tty** …
    e no msn por gabi.natty9@hotmail.com teho 18 anos e moro em seara sc bjuss a todos♥♥♥

  5. […] O NewsErrado já criou uma tradição de divulgar informações e cultura sobre a história brasileira: fizemos um post que conta o real significado das cores da bandeira do Brasil, um que mostra a verdade sobre a escolha do dia 7 de Setembro pra celebrar a Independência, um que exibe um video didático sobre a chegada da Família Real e um post que apresenta as bandeiras históricas brasileiras. […]

  6. Carolina disse:

    como se chama a estrela que reopresenta minas gerais.
    Obrigada
    06/09/2009

  7. Jorge disse:

    Faltaram as bandeiras que tinham as cores: Branca, Vermelha e Preta, representando as três raças formadoras da Gente Brasileira.

    Uma dessas bandeiras remanescentes é a atual de São Paulo.

    • Realmente esses modelos curiosos existiram, entretanto jamais foram bandeiras do Brasil de fato. Tratam-se de modelos propostos e rejeitados. No site da Wikipédia, cujo link eu coloquei no post, aparecem essas bandeiras.

  8. alexandre tomich disse:

    Claro, Antonio! Como eu disse, não era uma crítica a você. E eu segui o link para a Wikipedia e vi que você pegou a foto de lá ou do site do Governo, que vc também mencionou. Poderíamos até dizer que o erro foi deles ou de quem colocou aquela foto lá, mas a verdade é que quase todos já se acostumaram com essa “variedade” de bandeiras brasileiras. Eu só quis dizer que a bandeira nacional fica muito mais bela se for feita, pintada ou desenhada comm as cores nos tons certos. Veja: lá mesmo na Wikipédia tem outra foto, com a bandeira naquele gigantesco mastro em Brasília e alí vemos – na foto, pelo menos – o equilíbrio certo entre as cores.

    Mas veja em http://www.brasilrepublica.com/bandeiranacionalbr.htm o excelente equilíbrio de tons das cores, veja que bandeira belíssima! Não fica melhor essa do que a da Wikipédia ou a do site do Governo Federal? Essa ficaria melhor em seu ótimo post… E nessa página também temos mais abaixo o quadro “A Pátria”, onde temos a confecção da primeira bandeira nacional (a atual). E vemos ali o verde mais escuro e o azul mais claro, como era mais comum nas bandeiras do passado. Infelizmente, hoje a bandeira nacional é representada de forma menos bela, em geral… Outro abraço.

  9. Porcofilio disse:

    O Brasil não cumpre sua constituição, dá poder para bandidos e os auxiliam com Advogados e Direitos Humanos.
    É um relaxo tremendo, até o nome é escrito de forma errada lá fora BraZIL; não é atoa que o simbolo seje mal desenhado e sem cor definida.

    LAMENTAMOS.

    • Caro Porcofilio,
      Respeito sua opinião e desabafo. Mas tenho que dizer que BraZil não está errado. Ou Brasilien. São grafias em outro idioma, da mesma forma que escrevemos EUA em vez de USA ou Alemanha em vez de Deutschland.

      • Carlos disse:

        Moro clandestinamente em Manhattan há mais de doze anos, e é um sacrifício fazer com que esses filhos de Sam falem corretamente a palavra BRASIL. Se eu escrevo Brasil, eles falam Bréçill. Escrevo Bréçill, falam Brifilll. Essas antas não sabem pronunciar o “A” aberto!!!

      • Rebeca disse:

        Cada um tem seu idioma,mas devo deixar claro que nosso Brasil não pode ser BraZil ou Brasilien.Brasil é Brasil e não BraZil.

        • Para nós é Brasil, em cada idioma se fala diferente. Ou agora teremos que falar Deutschland em vez de Alemanha? E o sufoco pra falarmos China ou Arábia Saudita no idioma original? Portanto, é comum nomes de países serem traduzidos ou adaptados.

  10. Caro Alexandre,
    No post sobre o significado das cores da bandeira ( http://newserrado.com/2008/11/12/o-significado-das-cores-da-bandeira-do-brasil/ ) colocamos um quadro obtido na wikipedia com os códigos RGB, Pantone, CMYK e Hexa para cada uma das 4 cores.
    Esse quadro foi calculado a partir da bandeira presente para download no site do Governo Federal ( http://www.brasil.gov.br/pais/simbolos_hinos/ ). Entretanto, é interessante lembrar que na legislação não há nada sobre os tons exatos das cores. Você pode notar isso nos sites do Exército e do Senado Federal: http://www.exercito.gov.br/01inst/Historia/simbnac/simbnasc.htm e http://www6.senado.gov.br/legislacao/ListaTextoIntegral.action?id=75110

  11. alexandre tomich disse:

    A bandeira nacional vem sendo feita de forma errada, diferente da original e a que está apresentada acima é uma prova disso: verde bem claro com azul marinho, quando o certo é azul anil e um verde mais forte. Não há aqui nenhuma crítica, apenas uma constatação e fica aqui também a minha esperança em que aos poucos se perceba isso e que se estabeleça uma disposição certa para as cores, pois o que vemos é essa verdadeira confusão: bandeira com cores muito claras ou bandeira com o verde muito claro e o azul escuro… Ao menos as que são feitas ou desenhadas com azul e verde escuros ficam melhores. Também não fica bom as com verde escuro e azul claro. Repito: pelo que sei, a original – e o que fica mais belo – é a bandeira nacional com verde mais para escuro do que para claro e o azul médio, nem muito claro nem muito escuro. Enfim, sempre será melhor estéticamente a bandeira nacional com o centro mais claro do que a borda ou, pelo menos, centro e borda, centro e extremidades no mesmo tom. Pois bandeira clara com centro escuro nunca vai ficar bom. É que o desenho da nossa bandeira é muito bonito e, por isso, a bandeira sempre fica ao menos razoável… Mas se podemos fazê-la da melhor maneira, por que fazer com disposição de cores menos bela, não é? Um abraço!

    • Rebeca disse:

      Concordo com sua afirmação,mas se fossemos mudar as cores da bandeira seria melhor mudar tudo,poderia ser uma cor mais aproximada da realidade atual.Cores escuras representam a violência do país.Espero que todos reconheçam que as cores da bandeira devem ser mudadas,nem se for para mudar de tom.

  12. jordana disse:

    ola eu queria saber :como se chama a estrela que representa santa catarina

    • Seguindo o link fornecido no texto chega-se ao site da Wikipedia onde está escrito que é a estrela beta do Triângulo Austral. Por sinal, a constelação do triângulo Austral representa os 3 Estados do Sul.

Deixe uma resposta